quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

CAN: COMENTÁRIOS DE MOURINHO NA EUROSPORT


O CANAL DE DESPORTO ASSEGUROU A COLABORAÇÃO DE JOSÉ MOURINHO PARA A FASE DERRADEIRA DA TAÇA DAS NAÇÕES AFRICANAS. ANÁLISES DO TREINADOR PORTUGUÊS ANTES E DEPOIS DAS PARTIDAS DOS QUARTOS-DE-FINAL E FINAL.



JOSÉ PEDRO PINTO



José Mourinho vai comentar as partidas da Taça das Nações Africanas para o canal Eurosport, já a partir de sábado. O treinador português aceitou o convite da estação desportiva que detém os direitos televisivos da CAN para efectuar algumas análises às partidas dos quartos-de-final, final e jogo de atribuição de 3º e 4º lugares.


Antes dessa etapa, José Mourinho fará, no sábado, um balanço da fase de grupos da competição, que termina hoje, e só depois fará a sua análise antes e depois das partidas dos quartos-de-final, final e jogo de atribuição do 3º e 4º lugares. Estes embates decisivos da CAN estão agendados para 9 e 10 de Fevereiro.


MOURINHO NA EUROSPORT:

  • Sábado, 2 Fevereiro às 21:30
  • Domingo 3 Fevereiro às 16:30, 19:00 e 22:30
  • Segunda, 4 Fevereiro às 17:00, 19:00 e 22:30
  • Terça, 5 Fevereiro às 22:00
  • Quinta, 7 Fevereiro às 17:00
  • Sexta, 8 Fevereiro às 22:00
  • Sábado, 9 Fevereiro às 16:45 e 22:00
  • Domingo, 10 Fevereiro às 17:00 e 21:30



FONTES



MAKUKULA NO BENFICA: "É O SONHO DE QUALQUER JOGADOR"



MAKUKULA ASSINOU PELO BENFICA ATÉ 2012, E NÃO ESCONDEU A SUA ALEGRIA E MOTIVAÇÃO: "VOU AGRADECER AO BENFICA DENTRO DE CAMPO".


PATRÍCIA MARTINS


Ariza Makukula foi apresentado oficialmente como jogador do Benfica. O avançado sente-se feliz e agradecido pela oportunidade de jogar pelos encarnados: "É um passo muito importante na minha vida, depois do que passei no futebol. É uma recompensa enorme de Deus. Passei por momentos muito difíceis. Tenho de agradecer ao presidente Luís Filipe Vieira, porque lutou muito para que estivesse aqui. Foi muito difícil, mas vou responder-lhe e agradecer ao clube dentro de campo".

O internacional português mostra-se confiante na possibilidade do clube da Luz poder alcançar o primeiro lugar: "Em relação ao campeonato, nada está ainda perdido”. Quanto à sua estreia, fica provávelmente adiada para o próximo fim-de-semana, em jogo da Taça de Portugal, frente ao Paços de Ferreira: “Não jogo com o Nacional. É uma pena, mas nem tudo é mau, já que vou ter tempo para me adaptar e conhecer os novos companheiros”.

O camisola 38 chegou a ver a sua transferência complicada: "São coisas que costumam acontecer no futebol. As coisas que tardam, às vezes, são as melhores. Obrigado ao presidente do Marítimo, porque, afinal, chegou a acordo com o presidente do Benfica".

Na apresentação do jogador, Luís Filipe Vieira confirmou que o avançado foi pedido por Camacho e apontou que a tendência será o plantel "ter cada vez mais jogadores portugueses".

Com esta contratação, o Benfica teve que pagar ao Sevilha (clube detentor do passe do jogador) 3,5 milhões de euros e o contrato incluiu uma cláusula de rescisão no montante de 40 milhões de euros.


FONTES:

TAÇA DA LIGA: SPORTING E SETÚBAL NA FINAL


ANDRÉ MATOS LEITE

Sporting e Vitória de Setúbal são os finalistas da primeira edição da Carlsberg Cup. Os dois primeiros classificados do grupo da Taça da Liga venceram os respectivos jogos marcando ambos três golos (os “leões” sofreram, ainda, um golo).

O clube de Alvalade disputou em casa o encontro que o opôs ao Penafiel. O jogo começou com o domínio leonino, mas poucas oportunidades de golo. Os durienses, por seu lado, esperavam por qualquer aberta que lhes permitisse a saída em contra-ataque. Aos 21 minutos o Sporting começa a concretizar o seu domínio com o golo de Romagnoli. Passados alguns minutos, aos 28, Izmailov consegue o segundo do jogo. Na segunda parte, aos 67 minutos, o Penafiel consegue reduzir por intermédio de Guedes. No entanto, o golo duriense não levou a uma reviravolta da equipa de António Sousa. Foi antes a turma de Paulo Bento que, novamente por Izmailov, dilatou a vantagem a cinco minutos dos 90.

Já no Bonfim, o Vitória de Setúbal conseguiu a vitória por 3-0 sobre o Beira-Mar. O início da partida prometia um resultado mais equilibrado com os aveirenses a tentar a vitória que lhes garantiria o apuramento para a final da Taça da Liga. Contudo, apesar dum começo em que qualquer das equipas poderia ter atingido a vantagem no marcador, Vasco Matos viu o amarelo por duas vezes (aos 36 e aos 40 minutos), deixando o Beira-Mar em desvantagem numérica. A segunda parte viu cedo o golo do Setúbal. Aos 53 minutos Robson colocou os sadinos em vantagem. Aos 71 é a vez de Ricardo Chaves marcar e ampliar a vantagem no marcador. Com o jogo ganho e já nos descontos, foi a vez de Kim conseguir marcar estabelecendo o 3-0 final.

Sporting e Setúbal vão defrontar-se, a 22 de Março, no estádio do Algarve, para tentarem ser os primeiros campeões da Carlsberg Cup

Resultados:

Sporting 3 – Penafiel 1

Vit. Setúbal 3 – Beira-Mar 0

Classificação Final:

1º Vit Setúbal - 7
2º Sporting - 6
3º Penafiel - 2
4º Beira-Mar - 1


Fontes

Record

quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

JANKAUSKAS NO BELENENSES



O BELENENSES CHEGOU HOJE A ACORDO COM O AVANÇADO E DÁ POR FECHADO O PLANTEL.


PATRÍCIA MARTINS


Jankauskas chegou esta manhã a Liboa, onde era esperado por Miguel Ferreira, administrador da SAD do Belenenses, que o conduziu até ao estádio do Restelo para se encontrar com Cabral Ferreira, presidente da SAD.

O acordo entre o Belenenses e o avançado Lituano de 32 anos, foi celebrado no princípio da tarde. Contudo, Miguel Ferreira apenas comentou que o Belenenses "não vai ter mais qualquer reforço".

Edgaras Jankauskas surge como a solução encontrada para o ataque da equipa orientada por Jorge Jesus depois do processo Meyong. O técnico do Belenenses mostrou-se satisfeito com o reforço: "É um jogador que já conhece o futebol português, por isso pode ser uma boa solução. Neste momento está tudo apalavrado, por isso espero que a sua contratação seja uma realidade».

Recorde-se que o jogador Lituano já representou, em Portugal, o Benfica e o F.C. Porto e nesta época encontrava-se ligado ao AEK Larnaca.


FONTES:

terça-feira, 29 de janeiro de 2008

SELECÇÃO NACIONAL: RUI PATRÍCIO ESTREIA-SE NO MEIO DE VÁRIAS AUSÊNCIAS



PEDRO ROCHA


Scolari revelou, hoje, a convocatória para o jogo amigável frente à Itália, na quarta-feira, em Zurique. Na lista de 19 jogadores destaca-se a estreia de Rui Patrício. O guardião do Sporting vê assim premiado o seu trabalho no clube leonino, em que conseguiu roubar a titularidade a Stojkovic.

O selecionador nacional deixou de fora vários nomes desde a última convocatória
como Miguel, Miguel Veloso, Manuel Fernandes, Hugo Almeida ou Simão e Pepe, estes dois últimos lesionados.De regresso estão Petit e Paulo Ferreira. Luiz Felipe Scolari alertou todos os jogadores para não pensarem que têm lugar certo no Europeu, depois de conseguido o apuramento. Na conferência de imprensa de hoje afirmou "antes do Euro 2004 já tinha dado o mesmo recado, para que tivessem muito cuidado, para que não pensem que, só por a classificação estar atingida, têm lugar cativo na selecção". O técnico brasileiro mantém-se firme na aposta em Makukula e Jorge Ribeiro.


Os 19 convocados
:

Guarda-redes: Ricardo (Bétis), Quim (Benfica) e Rui Patrício (Sporting).

Defesas: Bosingwa e Bruno Alves (F.C. Porto), Caneira (Valência), Paulo Ferreira e Ricardo Carvalho (Chelsea), Fernando Meira (Estugarda) e Jorge Ribeiro (Boavista).

Médios: Petit (Benfica), Raul Meireles (FC Porto), Maniche (Inter) e Deco (FC Barcelona), Cristiano Ronaldo e Nani (Manchester United), Ricardo Quaresma (FC Porto).

Avançados: Nuno Gomes (Benfica) e Makukula (Marítimo).



S.L. BENFICA: DISCIPLINA DA LIGA PODE PUNIR VIEIRA




EM CAUSA ESTÃO AS DECLARAÇÕES DO LÍDER «ENCARNADO» DO PASSADO DOMINGO, EM QUE CRITICOU DURAMENTE A ARBITRAGEM PORTUGUESA, E, EM PARTICULAR, A ACTUAÇÃO DO SETUBALENSE JOÃO FERREIRA NO VIT. GUIMARÃES - S.L. BENFICA.



JOSÉ PEDRO PINTO



Luís Filipe Vieira pode vir a ser punido pela Comissão Disciplinar (CD) da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) pelas declarações que fez durante a inauguração da Casa do Benfica de Alcochete, no passado domingo. Vieira criticou duramente a arbitragem, e, em particular, toda a actuação de João Ferreira no Vit. Guimarães - S.L. Benfica da véspera (1-3), chegando ao ponto de afirmar que "alguns senhores que estão a apitar perderam a vergonha toda". Face a estas declarações, a CD da LPFP pode avançar com a instauração de um inquérito disciplinar ao Presidente do S.L. Benfica.

Recorde-se que um caso semelhante já aconteceu, esta época, no principal campeonato português. A 29 de Setembro de 2007, após o S.L. Benfica - Sporting (0-0), Paulo Bento, treinador dos «leões», criticou de forma dura a arbitragem do lisboeta Pedro Henriques, tendo ainda apontado o dedo à maneira como a Comissão de Arbitragem da Liga de Clubes geria toda esta área em moldes muito semelhantes aos utilizados por Vieira: "Está a faltar alguma vergonha a quem dirige os árbitros e aos próprios árbitros também". Ao treinador leonino foi instaurado um processo de inquérito por parte da CD, que resultou numa punição de 12 dias e pagamento de uma multa de 1250 Euros, a 20 de Dezembro, por ofensas à reputação, honra e bom nome dos árbitros, assim como à própria Comissão de Arbitragem da Liga de Clubes. (ver acórdão deste caso, datado de 20 de Dezembro de 2007).


O QUE DIZEM OS REGULAMENTOS

Caso a CD siga o mesmo critério que levou ao castigo de Paulo Bento, em cima da mesa estará o ponto 1 do artigo 107º do Regulamento Disciplinar da LPFP e que afirma que qualquer acto de difamação (contido no artigo 87º) "contra os membros dos órgãos da estrutura desportiva, elementos da equipa de arbitragem, dirigentes, jogadores, demais agentes desportivos ou espectadores, são punidos com a pena de suspensão de um mês a um ano e multa de 1.000 Euros a 10.000 Euros."



segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

SONDAGEM GAZETA DO FUTEBOL: FPF DEVE SER RESPONSABILIZADA PELO CASO MEYONG





REDACÇÃO GAZETA DO FUTEBOL




A esmagadora maioria dos votantes na última Sondagem Gazeta do Futebol sentencia toda a actuação da Federação Portuguesa de Futebol no caso que culminou na inscrição irregular de Meyong, do Belenenses. A responsabilidade maior em todo o processo cabe à FPF, dizem os ciberleitores da Gazeta, que indicaram a sua preferência com 72% dos votos.



No que diz respeito às outras possibilidades, Cabral Ferreira, presidente demissionário da equipa do Restelo e o empresário do atleta igualaram-se na escala de responsabilidades, ambos com 11% dos votos, enquanto que Carlos Janela, ex-Director Desportivo do Belenenses, acabou por ser indicado como o menos culpado entre os possíveis eleitos (5%).



Recorde-se que Janela havia sido considerado único responsável pela direcção belenense pelo caso bicudo da transferência de Meyong, mas os leitores da Gazeta do Futebol acham exactamente o contrário: a FPF deveria ter tido um muito maior cuidado neste tipo de processos de inscrição de jogadores de futebol.



CRÓNICA GAZETA DO FUTEBOL


SPORTING 2-0 PORTO


SPORTING APROVEITA ERROS DO LÍDER




PEDRO ROCHA


O Sporting conseguiu uma grande vitória, esta noite, em Alvalade. A equipa leonina aproveitou dois erros consecutivos da defensiva do Porto para decidir o jogo. Os portistas saíram de Alvalade com uma sensação de injustiça pois dominaram a maior parte do jogo sem, no entanto, ter conseguido qualquer golo.

Paulo Bento apresentou o onze que se falou durante a semana. Vukcevic ( que portento de força) ao lado de Liedson e Izmailov do lado esquerdo do meio campo dos “leões”. O russo foi aliás uma das chaves da partida. Já o Porto apresentou uma surpresa. Marek Cech jogou no meio-campo dos portistas cedendo maior liberdade a Lucho com Quaresma e Lisandro a deambularem na frente de ataque.

O jogo teve um início electrizante e logo no primeiro minuto excelente jogada do Porto com Lucho a atirar por cima face a R. Patricio. O Sporting respondeu com um pontapé de canto e, aos sete minutos, Pereirinha atirou forte para defesa de Helton. No minuto a seguir, na sequência de um livre, Lisandro cabeceia para golo, mas este acaba por ser anulado por fora de jogo. Quando o Porto começava a dominar todas as componentes do jogo surge o golo leonino. Belo lance de Izmailov pela esquerda, cruzamento e Vukcevic a rematar de primeira à meia volta e a contar com a preciosa ajuda de Helton que deixou escapar a bola.1-0 Sporting.Dois minutos depois, Pereirinha na direita foge a Fucile e cruza milimetricamente para Vukcevic que cabeceia forte, Helton defende para o lado onde aparece Izmailov oportuno a cabecear para o golo.2-0 Sporting, dois minutos que resolveram o jogo. Os leoninos empolgados pela vantagem pressionaram o Porto e tiveram durante algum tempo o domínio do jogo. Contudo, a partir dos 25º minutos o Porto voltou para cima criando alguns lances de perigo , essencialmente através de lances de bola parada. Com o aproximar do intervalo intensificou-se a pressão portista mas sem o resultado pretendido. O Sporting estava seguro defensivamente com Pereirinha a ser uma agradável surpresa. No meio campo, Romagnoli só se percebeu que estava no jogo aquando da sua substituição , mas Moutinho e Izmailov compensaram a fraca exibição do argentino com entrega e muita velocidade, especialmente Izmailov que fez, provavelmente, o seu melhor jogo de leão ao peito. Do lado do Porto, Lucho estava em alta mas a falhar na hora decisiva, Lisandro rápido e confiante, já Quaresma egoísta e lento não criou o que se esperava.

No segundo tempo, Jesualdo colocou Farías por Cech e o Porto voltou a entrar forte. No entanto, continuava a pecar na finalização. O Sporting ficou um pouco bloqueado e só depois de um erro de Helton (noite desastrosa ainda que tenha jogado limitado toda a segunda parte) é que teve perto do golo. O jogo manteve-se na mesma toada com Farías a ver Polga salvar na linha de baliza um golo certo. Pouco tempo depois “El Tecla” cabeceou à trave após cruzamento de Fucile. Adivinhava-se o golo portista que acabou por nunca surgir. O Sporting passou por momentos de grande pressão que conseguiu resolver pela alma(tantas vezes criticada) e pela capacidade de sofrimento. Nem com as mudanças de Jesualdo o Porto conseguiu chegar ao golo. Com o caminhar do jogo para o fim, o Sporting cresceu, com as alterações de P. Bento, e obteve uma enorme oportunidade com Liedson sozinho a atirar para defesa de Helton. O jogo terminou pouco tempo depois. 2-0 resultado justo pela eficácia leonina.

Carlos Xistra teve uma noite difícil. Bem no capítulo técnico falhou no capítulo disciplinar ao permitir certas entradas e faltas consecutivas dos jogadores leoninos, na primeira parte. O golo do Porto é bem anulado já o golo de Izmailov parece precedido de fora de jogo, não assinalado pelo árbitro auxiliar.

domingo, 27 de janeiro de 2008

CRÓNICA GAZETA DO FUTEBOL

BENFICA EFICIENTE ALCANÇA VITÓRIA




PATRÍCIA MARTINS


O Benfica conseguiu vencer o Vitória de Guimarães, ficando numa posição confortável para assistir ao clássico de amanhã. Foi um jogo com grandes emoções. Pode-se dizer que o clube da Luz teve eficácia como palavra-chave, enquanto que os vimaranenses acusaram a pressão de puderem chegar ao segundo lugar do campeonato.

Os encarnados entraram melhor na partida, criando oportunidades de golo desde cedo, enquanto que o Guimarães se mantinha na expectativa. A prova disso chega logo aos sete minutos. Na sequência de uma falta mal assinalada, Cardozo bate um livre fortíssimo, a cerca de 30 metros da baliza, e faz o primeiro golo da partida. Depois do golo o Benfica perde força e começa a dar espaço de manobra a um Vitória mais ofensivo que podia ter chegado à igualdade por várias vezes. Contudo, demonstrou demasiada ansiedade e perdia bolas de uma forma infantil. Aos 26 minutos Di María, em contra-ataque, ultrapassou facilmente Andrezinho e serviu Maxi Pereira que consegue chegar ao 2-0. No final da primeira parte o Guimarães tinha a iniciativa do jogo, mas perdia-se muito facilmente. Já a uma equipa como o Benfica, que ainda luta pelo primeiro lugar, se exigia mais do que empatar tempo desde muito cedo.

Na segunda metade do jogo, o Vitória apresenta-se mais ofensivo com as entradas de Ghilas e Carlitos para os lugares de Fajardo e João Alves. Sobe bem no terreno e consegue criar lances de perigo que, no entanto, a defesa benfiquista vai amparando. Aos 60 minutos uma falta sobre Carlitos dá um livre que Desmarets executa e Ghilas concretiza, fazendo o golo do Guimarães. No minuto seguinte, Cajuda faz entrar Roberto para o lugar de Luciano Amaral e passa Desmarets para defesa esquerdo. A possibilidade de chegar ao empate dá um novo ânimo à equipa da casa, que continua a pressionar o Benfica. Já em tempo de descontos os vimaraneses já só jogavam com o coração e o guarda-redes Nilson está muito afastado da grande área e, num lance infeliz, passa a bola a Cardozo que bisa na partida e fecha o resultado em 3-1. Uma derrota demasiado pesada para um Guimarães com muita alma, mas pouca cabeça fria para gerir a ansiedade. Uma vitória justa para um Benfica que soube aproveitar todas as oportunidades.

A arbitragem de João Ferreira não ficou isenta de culpas no primeiro golo, que nasceu de uma falta inexistente, e em alguns fora-de-jogo que ficaram por assinalar.

REPORTAGEM GAZETA DO FUTEBOL


VIT. GUIMARÃES 1 - 3 S.L. BENFICA



DO SONHO À REALIDADE? SOMENTE 90 MINUTOS.





JOSÉ PEDRO PINTO



Nunca a palavra “emoção” se adequou tanto a um evento como à partida de ontem. Guimarães vestiu o fato de gala para receber o 2º classificado da tabela, sabendo que o «seu» Vitória poderia saltar por cima do adversário e sonhar mais além com a «Champions» e decidiu traduzir em cânticos, berros sentidos e incentivos constantes a paixão que continua a sentir pelo futebol da sua equipa.


Isso, cedo se viu. Faltava pouco mais de uma hora para começar o encontro. A camioneta que transportava a equipa do S.L.Benfica desferiu a curva da rotunda e entrou na zona de acesso restrito do Estádio D. Afonso Henriques. No caminho, ouviu de tudo, foi vaiada e ainda teve que escutar as centenas de vimaranenses que à porta do estádio se encontravam: “Vitória, allez! Vitória, allez!”. Uma hora para começar o encontro: a primeira apoteose da noite, com a chegada da comitiva vitoriana. Palmas, gritos de apoio, algo que parecia música para os ouvidos dos jogadores e treinadores da casa.


Nunca a expressão “factor casa” se adequou tanto a um jogo de futebol como à partida de ontem. 20.000 vimaranenses preencheram o D. Afonso Henriques com a sua presença, mas trouxeram ainda consigo cachecóis, bandeiras, tarjas, coreografias já alinhavadas, músicas já na cabeça prontas a sair pela boca fora. Os adeptos do S.L. Benfica ficaram alojados no Topo Norte e eram cerca de 5.000: também eles fizeram a sua festa, a festa do visitante que pode sempre almejar um bom resultado, e também eles quiseram erguer a voz e dar o devido incentivo aos seus pupilos.


A entrada das equipas em campo, acompanhada de uma autêntica ode triunfal, deixava no ar o verdadeiro propósito deste V. Guimarães – S.L. Benfica. A Liga dos Campeões estava no horizonte das duas equipas; faltava que uma delas conquistasse os 3 pontos para mais perto dela ficar. O ambiente acompanhava o objectivo das duas formações: frenético, capaz de influenciar o observador mais isento e imparcial que existe, e explosivo, pois apenas um pequeno choque poderia acender o rastilho e incendiar tudo à sua volta.


7’: golo do S.L. Benfica, por Cardozo, de livre directo. Rastilho aceso. “Aquilo não era falta!”, lá iam gritando os adeptos do Vitória, metendo, pelo meio, alguns impropérios contra o árbitro João Ferreira. Do lado dos «encarnados», os festejos foram audíveis em todo o recinto, assim como visíveis foram os efeitos, com dois very-lights atirados para o relvado.


O apoio continuava, directamente das bancadas; faltava o discernimento e a calma necessária para a equipa de Cajuda corresponder às expectativas. O nervosismo levou a um corropio de bolas perdidas e passes falhados… e ao 2º golo do adversário. Maxi Pereira gelou e calou os até então vibrantes aficionados da casa.


Na 2ª Metade, o desalento deu lugar à esperança. Cajuda arriscou, mandou avançar a equipa contra um SLB que pouco – ou nada – atacou, e a equipa começou a entrar nos trilhos, de novo. Consequência directa? Nova vaga de apoio vimaranense, pois claro. As jogadas do VSC começavam com um «bruá» magnífico, que enchia o estádio, passava-se por um silêncio ensurdecedor quando Ghilas entrava, a todo o gás, pela área dentro, e desesperavam os adeptos, saltando das cadeiras, com uma bola lançada à rede lateral.


Faltava o golo que acenderia um novo rastilho na partida: Ghilas, o «eterno substituto que decide jogos a mais para estar sentado no banco» levou ao delírio os seus sócios, reduzindo para 1-2. A esperança regressara, em peso, e já se imaginava o quanto iria o adversário sofrer para conseguir escapar à tormenta. Não muito. Camacho dispôs as peças em campo com mestria (a única que conseguiu durante todo o jogo) e soube conter o avanço galopante do adversário. Os vitorianos acalmaram, conformaram-se por ver a sua equipa incapaz de conseguir o golo do empate e despediram-se da partida com um erro do seu guarda-redes que possibilitou a Cardozo fechar a contagem em 3-1.


O Vitória entrou em campo na perseguição de um sonho. Passados 90’, o sonho do plantel dirigido por Cajuda passa a ser outro. 5 pontos de desvantagem para o S.L. Benfica nada decidem, mas obrigam a uma boa campanha no resto da 2ª Volta para que o sonho volte a estar mais perto da realidade. Os jogadores do Vitória saíram de campo de cabeças baixas, mas com o ego em alta: as palmas dos adeptos e os cânticos das claques acompanharam-nos até à entrada do túnel.



sábado, 26 de janeiro de 2008

FUTECONOMÊS *







Não tenhamos ilusões: no contexto nacional, apenas os 3 grandes são capazes de gerar receitas avultadas. Então, como se compreende a existência de um regulamento em que os 3 grandes, na primeira jornada em que competem, são obrigados a jogar fora, num jogo de tudo ou nada, decidido, se for caso disso, nas grandes penalidades? Não se entende.



NUNO MOUTINHO
Professor da Faculdade de Economia do Porto (FEP)




A Carlsberg Cup é uma competição organizada pela Liga para, essencialmente, gerar elevadas receitas adicionais aos clubes profissionais. Como o acréscimo de custos é muito ligeiro (organização dos jogos, prémios a jogadores), esta competição teria benefícios líquidos altíssimos. Na expectativa de Hermínio Loureiro, em 3 anos, seriam gerados 10 milhões de euros de receitas, provenientes de receitas comerciais, televisivas e de bilheteira.


Na minha opinião, a menos que se altere o modelo desta competição, tal não será possível. Não tenhamos ilusões: no contexto nacional, apenas os 3 grandes são capazes de gerar receitas avultadas. Então, como se compreende a existência de um regulamento em que os 3 grandes, na primeira jornada em que competem, são obrigados a jogar fora, num jogo de tudo ou nada, decidido, se for caso disso, nas grandes penalidades? Não se entende. O Porto foi eliminado na primeira vez que jogou. O Sporting e o Benfica só ganharam os seus jogos por mero acaso! Como seria a taça da liga sem os grandes, logo na primeira jornada? E qual é o interesse de termos na fase de grupos apenas um grande? Quantas pessoas assistiram ao vivo e na televisão ao Beira-Mar contra o Penafiel ou o Penafiel contra o Setúbal?


Temos que ser realistas: para maximizar as receitas, há que encontrar um modelo que promova a existência dos 3 grandes na fase de grupos e não o contrário. Só assim se maximizará as audiências, a visibilidade dos patrocinadores, as receitas de bilheteira. Podem sempre mudar o regulamento da taça de Portugal para promover a festa do futebol e obrigar a que as equipas de escalões superiores joguem na fase dos de escalão inferior.


Agora, definir um regulamento deste tipo para uma competição cujo objectivo claro é maximizar os proveitos financeiros, simplesmente não faz sentido! Se imaginarmos que essas receitas são um bolo, há que procurar obter o maior bolo possível, para depois o podermos fatiar pelas equipas profissionais. Mesmo que os grandes recebam uma fatia maior (o que já acontece neste modelo), certamente que as fatias dos clubes pequenos seriam maiores, ao longo dos anos, do que as que vão receber no actual modelo, mesmo para aqueles que cheguem mais longe na competição.



*
- Por imperativos pessoais, o Professor Nuno Moutinho só esta semana se pôde debruçar sobre o número de Janeiro do FUTECONOMÊS. Pelo sucedido, pedimos desculpa aos leitores mais assíduos desta crónica.


sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

FIM-DE-SEMANA EM GRANDE NA GAZETA DO FUTEBOL!



SÁBADO: Vit. Guimarães – S.L. Benfica (21h15m), com uma equipa destacada para a cobertura da partida na «cidade-berço».

Crónica do jogo e reportagem de Patrícia Martins e José Pedro Pinto, domingo de manhã.




DOMINGO: o clássico Sporting – F.C. Porto (19h45m).

Crónica do jogo de Pedro Rocha, na manhã de segunda-feira.





Não perca!


BENFICA: MAKUKULA PODE CHEGAR JÁ EM JANEIRO


ANDRÉ MATOS LEITE


Após Makukula ter sido dado como certo no Benfica para a época 2008/2009, surge agora a notícia de que o avançado internacional português pode chegar à Luz até ao final de Janeiro. O jogador está emprestado ao Marítimo desde o início desta temporada, mas o contrato tem uma cláusula segundo a qual o Sevilha pode pedir a saída do avançado do clube madeirense sem qualquer tipo de indemnização. Apesar disso, o responsáveis das “águias” estarão em contacto com os responsáveis verde-rubros para que o Marítimo não saia prejudicado com a saída antecipada do ponta-de-lança.

Os contactos entre Luís Filipe Vieira e o presidente do Sevilha, José Maria del Nino já foram confirmados, e, alegadamente, os “encarnados” já terão mesmo acordado um contrato com Makukula com duração até 2013. A transferência está avaliada em 3 milhões de euros.

O avançado nascido no Congo, entrevistado após uma reunião com o presidente do Marítimo, confirmou o interesse das “águias”, mas não confirmou nem desmentiu se sai em Janeiro: “Acabei de falar com o presidente e para já só penso jogar segunda-feira frente ao Boavista. Não sei se será o jogo de despedida porque não está nada certo", afirmou Ariza Makukula que, no entanto, confessou que “ficaria muito contente” se vier a jogar no Benfica.


GRIMI JÁ ESTÁ EM ALVALADE




CHEGOU AO SPORTING O SEGUNDO REFORÇO DESTE PERÍODO DE TRANSFERÊNCIAS. DEPOIS DE RODRIGO TIUÍ, CHEGA LEANDRO GRIMI, DEFESA-ESQUERDO ARGENTINO, EMPRESTADO PELO MILAN.


PEDRO ROCHA


Leandro Grimi já é jogador do Sporting. O lateral-esquerdo vem assim reforçar o sector defensivo da turma de Paulo Bento. O Sporting já tinha mostrado interesse neste jovem argentino em Agosto mas a transferência acabou por não se concretizar.

Grimi acabou por ir para o Siena, onde foi titular por treze ocasiões, mas o destino acabou por colocá-lo novamente na rota leonina. O Sporting consegue assim por empréstimo mais uma opção para concorrer com Ronny e Marian Had que não têm convencido com exibições irregulares.

Grimi é considerado uma promessa do futebol argentino. Formado no Huracan, estreou-se na equipa com apenas 19 anos e, desde logo, se viu talento. Duas temporadas ao mais alto nível levou Grimi até o Racing Avellaneda onde só fez 11 jogos, pois Ancelloti viu nele capacidades para substituir Maldini. Dois milhões de euros foi quanto o Milan pagou por Grimi que na altura tinha 21 anos( Janeiro de 2007). No resto da temporada, Grimi participou em somente três jogos e nunca se afirmou no plantel rossonero. Acabou por sair para o Siena por empréstimo em Agosto, e agora prestes a completar 23 anos(9 de Fevereiro) chega a Portugal para representar o Sporting em todas as competições, incluindo a Taça UEFA.

FONTE

ESTA SEMANA, ESCREVO EU...


AS EMOÇÕES DO FUTEBOL


A semana começou com assobios, passou pelo amor ao clube e acaba com a luta pelo segundo lugar no campeonato,uma homenagem a Fehér e um grande clássico do futebol português.


PATRÍCIA MARTINS



Muito se falou, esta semana, dos assobios a Quaresma. Como já referi uma vez neste espaço, não é com assobios que as coisas vão ao sítio, pelo contrário! Qual será a lógica de num minuto aplaudir um lance espectacular e diferente de tudo o resto, para no minuto a seguir assobiar por uma mesma iniciativa que não correu tão bem? Quaresma não merecia isso. Nenhum jogador que sustenta uma equipa o merece.

Mas recordemos o que se passou a seguir: mostrou-se indignado com a atitude dos adeptos, ameaçou (subtilmente) deixar o F.C. Porto e renovou o seu contrato com o clube da invicta. Nessa altura, aproveitou para demonstrar o seu amor pelo Porto. A Ricardo Quaresma seguiu-se Raul Meireles: “Qualquer jogador que está cá tem esse sentimento. Ainda para mais eu, que nasci nesta cidade e me habituei desde miúdo a gostar do F.C. Porto, por isso sim. Tal como Quaresma, amo o F.C. Porto».

O futebol português voltou a cair na velha frase “desde pequenino que sou do clube x…”. Não que isso tenha qualquer mal, afinal, só demonstra que em pequeninos tinham um coração futebolístico muito grande, onde cabiam muitos clubes!

Esta é jornada de clássico entre Sporting e Porto. Quaresma regressa à casa que o viu nascer para os grandes palcos do futebol. Será que em Alvalade os assobios, que certamente se farão ouvir, serão dirigidos ao avançado do F.C. Porto ou à própria equipa da casa que continua a tentar quebrar o mau momento que vive? Um jogo de emoções para seguir no próximo Domingo.

No Sábado, é a vez de outro jogo importante: Vitória de Guimarães e Benfica discutem o segundo lugar da Bwin Liga. No estádio D. Afonso Henriques as emoções vão estar ao rubro. Se o Vitória está em êxtase com a excelente época que tem feito e a possibilidade de subir ao segundo lugar, o Benfica, por sua vez, não quer perder a hipótese de se manter atrás do líder F.C Porto.

Este é um encontro carregado de simbolismo, uma vez que faz (precisamente hoje) quatro anos que Miklos Fehér perdeu a vida naquele mesmo estádio.


quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

SPORTING vs. F.C. PORTO: XISTRA É O ÁRBITRO


O JUIZ INTERNACIONAL DE CASTELO BRANCO É O ESCOLHIDO POR VÍTOR PEREIRA PARA ARBITRAR O GRANDE CLÁSSICO DESTE FIM-DE-SEMANA.



JOSÉ PEDRO PINTO



Carlos Xistra é o árbitro escolhido pela Comissão de Arbitragem (CA) da Liga de Clubes para apitar o clássico entre Sporting e F.C. Porto, agendado para domingo, às 19h45m. A equipa de Vítor Pereira aposta, assim, num juiz internacional para o jogo de maior grau de dificuldade da jornada 17 da Bwin Liga. Xistra será acompanhado pelos auxiliares José Cardinal e Luís Marcelino .


Carlos Xistra tem 34 anos, reside em Castelo Branco, e é funcionário público. Árbitro de 1ª Categoria desde a época 2000/2001, adquiriu o estatuto de internacional a 1 de Janeiro deste ano. Esta época já dirigiu 14 jogos, repartidos entre Liga Portuguesa, Liga Vitalis e Taça da Liga, tendo mostrado ser um árbitro disciplinador: ao todo mostrou 84 amarelos e um vermelho directo. De resto, este é o seu primeiro «derby» desde que chegou à 1ª Categoria.


No historial de partidas arbitradas esta época que envolvem tanto Sporting como F.C. Porto, o albicastrense esteve na vitória do Sporting, em Alvalade, frente ao Belensenses (1-0), assistiu à derrota pesada dos «leões» contra o Sp. Braga por 3-0, e foi ainda o juiz escolhido para arbitrar o jogo que opôs F.C. Porto e Vit. Setúbal e que acabou com o triunfo dos «dragões» por 2-0.


Confira,
aqui, o quadro completo das nomeações da CA da Liga de Clubes para a 17ª Jornada da Bwin Liga e Liga Vitalis.



EDSON NO F.C. PORTO


EDSON, DEFESA DO FIGUEIRENSE, ASSINA PELO F.C. PORTO ATÉ FINAL DA ÉPOCA.



PATRÍCIA MARTINS



A rádio renascença notícia hoje a chegada a acordo do F.C. Porto com o Figueirense, para ter o jovem defesa central Edson na sua equipa até ao final da épcoca.

Edson tem apenas 20 anos e chega ao F.C. Porto por empréstimo. No entanto, no final do campeonato, os dragões têm opção de compra de 50% do passe, a troco de 1 milhão e 200 mil euros.



FONTES:

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

TAÇA DA LIGA: SETÚBAL E SPORTING MAIS PERTO DA FINAL


SETÚBAL EMPATA EM PENAFIEL (1-1). SPORTING TRIUNFA, EM ALVALADE, FRENTE AO BEIRA-MAR. SADINOS E «LEÕES» COMANDAM A FASE DE GRUPOS COM APENAS MAIS UMA JORNADA POR DISPUTAR.



JOSÉ PEDRO PINTO



Vit. Setúbal e Sporting são os mais fortes candidatos a marcar presença na final da Taça da Liga, ao fim desta 2ª Jornada da Fase de Grupos. Os setubalenses empataram em Penafiel, a uma bola, enquanto que a equipa de Paulo Bento derrotou os aveirenses do Beira-Mar por 3-0.


Em Alvalade, o Sporting alcançou um triunfo folgado, mas somente na 2ª Parte conseguiu demonstrar tanto o futebol como os golos necessários para a conquista dos pontos em disputa. Após uma primeira metade em que a inconstância dos «leões» tornou a vir ao de cima, os segundos 45' mostraram um Sporting desinibido, mais rápido e lutador contra um Beira-Mar que apostou na defesa em bloco e no erro do adversário para tentar retirar, pelo menos, um ponto deste encontro. Os golos foram apontados por Liedson, aos 68', depois de uma boa abertura de Romagnoli; Vukcevic, aos 73', com um remate de pé direito mas que ainda teve a contribuição do guarda-redes Luiz Almeida; e de novo Vukcevic, aos 81', numa finalização de categoria e depois de um bom entendimento, na grande-área, com Liedson. Destaque ainda para uma assistência paupérrima, em Alvalade: apenas 6.500 adeptos...


Mais a norte, Penafiel e Setúbal empataram 1-1. Os comandados de António Sousa até entraram bem na partida, dominando o jogo a seu bel-prazer, mas foram os forasteiros a marcar logo aos 17': Matheus, na sua última aparição com a camisola dos sadinos, marcou o 1-0, na transformação de um canto. Ainda assim, o Penafiel não desistiu, não se deixou afectar pelo tento do adversário, e aos 42', Nélson Campos foi derrubado na área por Robson, central do Vitória, que viu o cartão vermelho das mãos de Lucílio Baptista. Guedes não desperdiçou e empatou o encontro (1-1). A 2ª Metade trouxe mais do mesmo, com os durienses a dominarem e a criarem as melhores oportunidades, mas, no entanto, sem conseguir alcançar o golo da vitória.


A última jornada da Taça da Liga vai, assim, definir quais as duas formações que disputarão a final desta competição. Vit. Setúbal e Sporting comandam a classificação e estão bem posicionados para avançarem para a final, mas uma combinação de resultados pode ainda levar tanto Penafiel como Beira-Mar a disputar o troféu. A terceira e derradeira jornada está agendada para 30 de Janeiro. Já a final, disputar-se-à a 23 de Março, domingo de Páscoa.



Resultados e Classificação


Penafiel 1-1 Vit. Setúbal
Sporting 3-o Beira-Mar



1º- Vit. Setúbal, 4 pontos
2º- Sporting, 3 pontos
3º- Penafiel, 2 pontos
4º- Beira-Mar, 1 ponto





FONTE


CAN 2008: ANGOLA CEDE EMPATE À ÁFRICA DO SUL


A SELECÇÃO ANGOLANA ESTEVE A VENCER DURANTE QUASE TODO O ENCONTRO QUE MARCOU A SUA ESTREIA NA TAÇA DAS NAÇÕES AFRICANAS DESTA ÉPOCA (CAN 2008), FRENTE À ÁFRICA DO SUL, E DEIXOU-SE EMPATAR A DOIS MINUTOS DO FIM.


PATRÍCIA MARTINS


No início da partida a selecção Angolana não entusiasmou, mas aos poucos foi subindo no terreno e impondo o seu jogo. Contudo, aos seis minutos, o sul-africano Modise assustou com um remate que Lamá conseguiu defender. Mas Flávio e Manucho fizeram mossa e foram os responsáveis pelo golo de angola. O primeiro fez a assistência, o segundo marcou, com um grande golpe cabeça.

Na segunda parte, Angola jogou em contra-ataque para travar as insistências da África do Sul. Mas, nos últimos minutos, os Palancas Negras recuaram em demasia e sofreram o golo do empate. Van Heerden rematou de longe e conseguiu bater Lamá, que até então tinha estado a um excelente nível. Desta forma, a selecção da África do Sul mantém a invencibilidade frente a Angola.

Todas as equipas do Grupo D estão em pé de igualdade na tabela classificativa, uma vez que também o Senegal e a Tunísia empataram (2-2).


FONTES:

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

TAÇA DE PORTUGAL: GRANDES EVITAM-SE



PEDRO ROCHA


O sorteio da sexta eliminatória da Taça de Portugal ditou que nenhum dos três grandes se encontrasse. Assim os actuais campeões nacionais defrontam, fora, a grande surpresa da prova o Sertanense, Benfica e Sporting jogam em casa frente a Paços de Ferreira e Marítimo, respectivamente.

Nos restantes jogos, destaque para o confronto entre Vitórias, em Setúbal. Quanto ao Estrela da Amadora ficou isento, garantindo, desde já, presença nos quartos de final da prova. Os jogos estão marcados para dia 10 de Fevereiro.

Calendário dos oitavos-de-final:

Sertanense (III) – FC Porto (L)
Sporting (L) - Marítimo (L)
Vitória de Setúbal (L) – Vitória de Guimarães (L)
Benfica (L) - Paços de Ferreira (L)
Naval (L) - Rio Ave (LH)
Gil Vicente (LH) - Leixões (L)
Valdevez (II) - Moreirense (II)

Isento: Estrela da Amadora (L)

INTERNACIONAL: CLUBES RECEBEM 174 MILHÕES DA FIFA E UEFA


TODOS OS CLUBES QUE CEDAM JOGADORES A SELECÇÕES NACIONAIS PARA FASES FINAIS DE MUNDIAIS E CAMPEONATOS EUROPEUS VÃO SER COMPENSADOS PELA FIFA E UEFA. CONTRAPARTIDA: EXTINÇÃO DO G-14.



JOSÉ PEDRO PINTO


Nos próximos anos, a FIFA e a UEFA vão desembolsar cerca de 174 milhões de Euros a distribuir pelos clubes que cedam jogadores para fases finais de Campeonatos do Mundo e Campeonatos da Europa de selecções. A problemática já vinha do passado, com vários clubes a protestarem o ressarcimento devido pela cedência de atletas a selecções nacionais, e o acordo foi firmado no início desta semana. A contrapartida exigida tanto pela FIFA como pela UEFA foi a extinção do G-14, que assegurava a representação dos interesses dos clubes europeus.


Desta forma, as duas organizações que tutelam o futebol mundial abrirão os seus cofres para distribuir, pelos clubes, cerca de 174 milhões de Euros (FIFA avança com 76 milhões de euros; UEFA oferece o pedaço maior, 98 milhõs de euros). Como exemplo, a UEFA distribuirá, já durante o Campeonato da Europa deste ano, um pacote de 43,5 milhões de Euros pelas federações participantes que, por seu turno, indemnizarão os clubes que cedam atletas para a competição, num valor que rondará os 4 mil Euros por jogador.


Michel Platini, líder máximo da UEFA comentou o acordo alcançado entre clubes e organizações, mostrando-se muito satisfeito pelo diálogo cordial ocorrido durante todo o processo e agradecendo ainda a Joseph Blatter, presidente da FIFA: "Depois de me aperceber dos problemas que ocorriam no futebol, sempre achei que o diálogo era o melhor caminho a seguir. Não há outro vencedor que não o futebol. Gostaria ainda de expressar os meus sinceros agradecimentos a Joseph Blatter, Presidente da FIFA".


Com este acordo, dá-se também a extinção do G-14, sendo este órgão imediatamente substituído por um novo: a Associação Europeia de Clubes (ECA). A nova associação terá a mesma autonomia que o G-14, no que toca à representação dos clubes do «velho continente» e contará ainda com a presença do F.C. Porto, que transita deste último órgão para a ECA.




FONTES


segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

SONDAGEM GAZETA DO FUTEBOL: ADRIANO NO LUGAR DE TARIK



REDACÇÃO GAZETA DO FUTEBOL


Adriano é o preferido pelos ciberleitores da Gazeta do Futebol para suprir a vaga de Tarik Sektioui no "onze" do F.C. Porto. O avançado brasileiro, que não tem sido opção para o técnico Jesualdo Ferreira, registou mais de metade dos votos (53%). Em segundo lugar, Hélder Barbosa e a opção "Outro" empataram nas escolhas dos votantes (20%), enquanto que a hipótese de Ernesto Farías entrar directamente para a equipa dos «dragões» apenas foi considerada por 6% dos participantes.

A presença de Tarik Sektioui na Taça das Nações Africanas obriga Jesualdo Ferreira a mexer no trio de ataque «azul». Adriano é assim o preferido dos ciberleitores da Gazeta do Futebol para substituir o marroquino. No entanto, não tem sido opção regular para o técnico campeão nacional, embora tenha realizado uma exibição bastante positiva no último encontro que o F.C. Porto realizou para o campeonato, na vitória por 4-0 sobre o S.C. Braga.

TAÇA DE PORTUGAL: SERTANENSE CONTINUA SOBREVIVÊNCIA DA TERCEIRA DIVISÃO


NA QUINTA ELIMINATÓRIA DA TAÇA DE PORTUGAL O SERTANENSE CONTINUA A TOMBAR “PEQUENOS GIGANTES”. CLUBES DA PRIMEIRA LIGA SOFREM, MAS PASSAM.


ANDRÉ MATOS LEITE


O Feirense, clube da Liga de Honra, quase se tornou na surpresa desta eliminatória da Taça de Portugal. O clube de Santa Maria da Feira animou os seus adeptos com uma boa exibição frente ao Benfica. O clube da Luz teve bastantes dificuldades para vencer a equipa teoricamente inferior, mas um golo solitário de Oscar Cardozo garantiu a passagem das “águias”. O encontro começou com o Feirense a mostrar vontade de ganhar e a equilibrar o jogo dos “encarnados”. O Benfica melhorou, carregou no ataque, mas apesar de chegar perto do golo a finalização falhou. Na segunda parte Camacho fez entrar Cardozo e Adu para os lugares de Maxi Pereira e Di María. Ainda assim, o Feirense ameaçou primeiro, aos 50 minutos, com um remate de Márcio. Mas seriam os “encarnados” a chegar ao golo, dois minutos depois, numa jogada de muita confusão na grande área do clube de Santa Maria da Feira. Nuno Gomes remata e Cardozo na insistência faz o 1-0. Apesar de ter perdido o jogo, o Feirense nunca desistiu de procurar o empate, e esteve bastante próximo de o conseguir. Aos 54 minutos Barge cabeceia à barra da baliza das “águias” e aos 83 minutos Gabi não aproveitou um erro de Butt que não defendeu da melhor maneira um remate de Serginho.

Em Alvalade, o Lagoa foi goleado por 4-0 pela equipa da casa. Num jogo sempre dominado pelo Sporting, o primeiro golo chegou logo aos 8 minutos por intermédio de Moutinho. No entanto, e apesar de todo o domínio exercido, a metade inicial do encontro não viu muitas oportunidades dos “leões”. Embora atacassem muito, os verde e brancos não conseguiam rematar à baliza da equipa algarvia. A segunda parte não trouxe muitos mais remates, mas trouxe mais eficácia por parte do Sporting. Aos 57 minutos, Abel consegue o 2-0 para os “leões”. Já aos 72 minutos foi a vez de Liedson marcar com uma ajuda de Tero que desviou a bola traindo o guarda-redes do Lagoa, Botelho. O último golo do encontro nasceu de um pontapé de canto com Gladstone a cabecear para o fundo das redes do clube algarvio. Estava feito o 4-0 final aos 87 minutos.

O Aves foi ao Dragão obrigar o Porto a mostrar o seu futebol para conseguir seguir em frente na Taça de Portugal. Especialmente nos primeiros minutos, o clube da Liga de Honra conseguiu ameaçar a baliza de Nuno e manter uma defesa muito segura. Os azuis e brancos, no entanto, mostraram ser demasiado forte e aos 31 minutos Farías marcou o primeiro golo do encontro. Na segunda parte o Porto entrou com mais vontade e encostou o Desportivo das Aves à sua metade do terreno. Ainda assim os campeões nacionais não conseguiam traduzir a superioridade em golos e só no período de descontos é que Quaresma conseguiu o segundo e último golo da partida.

Nos restantes jogos, o Moreirense da Segunda Divisão B ganhou ao Beira Mar da Liga de Honra, mas a grande surpresa da prova foi mesmo o Sertanense da Terceira Divisão que conseguiu bater o Penafiel da Liga Vitalis. Todos os outros resultados viram as equipas teoricamente mais fortes conseguir a passagem à próxima eliminatória e entre equipas da mesma divisão o factor casa decidiu a vitória.

Resultados:

Domingo:
Oliveirense (II) - Marítimo (L), 0-1
V. Guimarães (L) - Nacional (L), 1-0
Leixões (L) - Anadia (II), 1-0
Naval (L) - Boavista (L), 4-1
E. Amadora (L) - Sp. Braga (L), 1-0
Penafiel (LH) - Sertanense (III), 1-1 (4-5, após g.p.)
Gil Vicente (LH) - Juv. Évora (II), 3-0
Rio Ave (LH) - Olhanense (LH), 3-3 (2-1, após g.p.)
P. Ferreira (L) - Abrantes (II), 4-0

Sábado:
Beira Mar (LH) - Moreirense (II), 0-1
Benfica (L) - Feirense (LH), 1-0
V. Setúbal (L) - U. Leiria (L), 1-0
Sporting (L) - Lagoa (II), 4-0
FC Porto (L) - Desp. Aves (LH), 2-0
Isento: Atlético Valdevez (II)


Fontes

Record

A Bola

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

ITÁLIA: TIAGO QUER SAIR DA JUVENTUS



A SITUAÇÃO TEM-SE VINDO A REVELAR INSUSTENTÁVEL PARA O MÉDIO PORTUGUÊS DA «VECHIA SIGNORA». CRITICADO POR TREINADOR, ADEPTOS E COMUNICAÇÃO SOCIAL, TIAGO PODE RUMAR DE NOVO A INGLATERRA.



JOSÉ PEDRO PINTO



Tiago quer sair da Juventus. O médio português está a viver um dos períodos mais negros da sua carreira, revelando uma inadaptação ao futebol italiano, pelo que o seu desejo passa agora por abandonar a equipa italiana, muito provavelmente rumo ao futebol inglês. As suas exibições não têm agradado ao treinador Cláudio Ranieri, que o acusou, após o último jogo da «vechia signora» frente ao Empoli, de falta de personalidade em campo. A juntar a tudo isto, os media italianos também têm sido muito críticos para com o jogador português.

O copo transbordou logo a seguir ao encontro que a Juventus realizou, para a Taça de Itália, frente ao Empoli, e em que o técnico Cláudio Ranieri se insurgiu contra a exibição do antigo jogador de Benfica, Chelsea e Lyon. Segundo Ranieri, Tiago teve uma exibição pouco conseguida e “foi um jogador sem personalidade, um daqueles que se escondem”. Perante o sucedido, e agastado com as críticas que tem recebido dos meios de comunicação social transalpinos, Tiago pretende sair, desde já, do clube de Turim, como confessou em declarações ao Tuttosport: “Não posso ficar aqui mais tempo. O melhor para mim é sair”.


DESTINO: TOTTENHAM

Se a saída da Juventus está praticamente acertada, ainda mais provável é o regresso de Tiago a Inglaterra, país onde já vestiu a camisola do Chelsea, em 2004/2005, e onde o Tottenham é o clube mais bem posicionado para garantir o concurso do médio internacional português. A Juventus pretende reaver, no negócio da transferência de Tiago, os 13 milhões de Euros que pagou ao Ol. Lyon pelo seu passe, em Julho de 2007, e os «spurs» aceitam essas mesmas condições para além de oferecerem um contrato bastante atractivo ao médio luso.

Atlético de Madrid e Portsmouth também entraram na corrida por Tiago, mas somente a equipa londrina aceitou as condições impostas pela direcção da «Juve». Recorde-se ainda que o médio também esteve nas cogitações do Sporting, num negócio que poderia ter envolvido uma troca entre Miguel Veloso e Tiago. No entanto, a operação nunca foi por diante.



FONTES

O JOGO

RECORD

A BOLA



CRISTIANO RONALDO ÚNICO PORTUGUÊS NO ONZE DA UEFA


ANDRÉ MATOS LEITE


Cristiano Ronaldo é o extremo-direito da equipa ideal da UEFA e único português que conseguiu votos suficientes para integrar o plantel escolhido por 277.982 cibernautas. O português arrecadou 148.781 votos, só ficando atrás do inevitável Kaká que concorria à posição de médio centro.

Para além do extremo do Manchester United, os outros portugueses que concorriam a um lugar neste onze eram Ricardo Quaresma e Ricardo Carvalho. O central do Chelsea perdeu para o seu companheiro de equipa John Terry e para Alessandro Nesta do Milão, enquanto que o “Harry Potter do dragão” perdeu a corrida para a posição de extremo esquerdo para Clarence Seedorf, igualmente da equipa milanesa.

Em relação ao técnico escolhido para orientar esta formação, Sir Alex Ferguson do Manchester United faz companhia a Ronaldo, sendo estes os únicos elementos do clube inglês a terem sido eleitos para o onze ideal da UEFA.

Equipa ideal

Casillas (Real Madrid)

Daniel Alves (Sevilha)
Alessandro Nesta (Milan)
John Terry (Chelsea)
Eric Abidal (Barcelona)

Cristiano Ronaldo (Manchester United)
Steven Gerrard (Liverpool)
Kaká (Milan)
Clarence Seeedorf (Milan)

Zlatan Ibrahimovic (Inter)
Didier Drogba (Chelsea)

Treinador: Alex Ferguson (Manchester United)
Fontes

ESTA SEMANA, ESCREVO EU...

A CULPA NÃO É SÓ DE JANELA…



Alguém já apontou baterias ao empresário do jogador pelo prejuízo desportivo “oferecido” ao Belenenses e, sobretudo, ao próprio Meyong? Alguém anda esquecido de pedir explicações ao demissionário presidente do clube, Cabral Ferreira, pelo seu inusitado desconhecimento dos regulamentos? E a Madaíl, que mais uma vez preferiu esquivar-se a um mínimo de responsabilidades na inscrição do atleta?



JOSÉ PEDRO PINTO



Mais do que provocar uma crise desportiva no seio de um clube histórico como o Belenenses, a polémica utilização de Meyong no jogo frente à Naval, no passado domingo, veio evidenciar uma incompetência cujos contornos extravasam o microcosmos que é o sector administrativo da equipa do Restelo.


Carlos Janela, Director-Desportivo «belenense» até ao início desta semana, saiu rotulado como o grande responsável pela má gestão de todo o processo do avançado camaronês, mas… a culpa não é só dele. Alguém já apontou baterias ao empresário do jogador pelo prejuízo desportivo “oferecido” ao Belenenses e, sobretudo, ao próprio Meyong? Alguém anda esquecido de pedir explicações ao demissionário presidente do clube, Cabral Ferreira, pelo seu inusitado desconhecimento dos regulamentos? E a Madaíl, que mais uma vez preferiu esquivar-se a um mínimo de responsabilidades na inscrição do atleta?


Ponto 1: o empresário do jogador de futebol é um dos intermediários mais importantes (senão o mais importante…) em todo o processo de transferência deste para um clube. Não é admissível que não esteja a par das regulamentações da FIFA e que permita que uma situação idêntica à de Meyong aconteça.


Ponto 2: Cabral Ferreira comporta, às suas costas, o peso de administrar toda a história de sucessos (e desaires) de um clube imponente como o Belenenses. Desconhece, mesmo assim, os artigos que regulam as transferências que vai efectuando para dentro e para fora do Restelo. Agora, pergunto: conhecerá Cabral Ferreira os regulamentos do seu próprio campeonato, estabelecidos em Assembleia-Geral na sede da Liga de Clubes e revistos todos os anos?


Ponto 3: o velho “gira-discos” federativo e as desculpabilizações de um Madaíl que, uma vez mais, tenta retirar toda e qualquer responsabilidade à FPF por este caso. É certo que aos serviços administrativos da Federação apenas compete inscrever o atleta, não se preocupando com eventuais irregularidades regulamentares. Mas – e há sempre um “mas” – pede-se a um órgão que chama a si a gestão de todo o futebol profissional, uma atenção redobrada (ou deverei dizer “mínimo conhecimento do futebol mundial”?) para, pelo menos, avisar uma instituição de que algo não se encontra em ordem na ficha técnica de uma transferência.


quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

BENFICA INTERESSADO EM MAKUKULA



MAKUKULA ESTÁ NA AGENDA DE REFORÇOS DO CLUBE DA LUZ. CASO SE VENHA A CONFIRMAR A TRANSFERÊNCIA O CONTRATO SERÁ DE CINCO ANOS.


PATRÍCIA MARTINS


O Benfica está interessado em Makukula e o jogador poderá deixar em breve o Marítimo, clube que representa desde o início da temporada por empréstimo do Sevilha, rumo à Luz. Ao que tudo indica, já existem contactos entre o emblema sevilhano, clube que é detentor do passe do jogador, e Ricardo Rodrigues, representante do avançado.

Se a transferência se concretizar, Makukula, actualmente com 26 anos, vai assinar um contrato válido por cinco anos. Caso o Marítimo aceite o negócio, poderá receber, por empréstimo, dois jogadores que não fazem parte dos planos de Camacho para a segunda volta do Campeonato. Já o clube espanhol deverá receber quatro milhões de euros.


FONTES:

SPORTING: BENTO RECEBE RODRIGO TIUÍ



O AVANÇADO QUE O TÉCNICO LEONINO DESEJAVA TEM 22 ANOS, VEM DO BRASIL, A CUSTO ZERO, E COM CONTRATO ASSINADO ATÉ JUNHO DE 2011.



JOSÉ PEDRO PINTO



Rodrigo Tiuí foi apresentado em Alvalade como o novo avançado do Sporting. O jovem dianteiro tem 22 anos e terminou o contrato que o ligava ao Fluminense, tendo chegado ao Sporting a custo zero. O vínculo que o ligará aos «leões» estende-se até 2011.


Na hora da apresentação, Tiuí demonstrou uma vontade enorme em se afirmar no «onze» de Paulo Bento e ajudar a equipa a sair da actual crise de resultados: "O meu grande objectivo, neste momento, é integrar-me bem no grupo, procurar jogar e fazer golos. (...) Vou trabalhar bastante para ajudar a equipa a conseguir resultados. Quero ajudar com golos ou, se não, suando a camisola”. Aos jornalistas, o avançado brasileiro também se definiu como jogador. "Sou um avançado móvel, que gosta de vir buscar a bola atrás e aparecer na área vindo das alas. Não sou um «ponta-de-lança» fixo, com o meu pé mais forte a ser o esquerdo", disse o novo camisola «22» do Sporting.


Quanto ao sucesso de uma futura parceria com Liedson, Tiuí referiu apenas a vontade de se adaptar rapidamente para poder, dessa forma, ajudar Liedson a marcar golos para a equipa: "Vim para procurar o meu espaço e jogar ao lado do Liedson. Espero conseguir ajudá-lo a marcar os golos que ele precisa”.


Rodrigo Tiuí fez toda a sua formação nas escolas do Fluminense, e era apontado, aquando da sua estreia pelo emblema carioca, há quatro anos, como uma das grandes promessas do futebol brasileiro. No entanto, não se afirmou, tendo sido emprestado a Noroeste e a Santos (clube onde teve mais sucesso, ao lado do técnico Wanderlei Luxemburgo). Na última época, regressou ao «Flu», mas só apontou 3 golos em 19 jogos durante o «Brasileirão».


Tiuí é, assim, uma - possível - solução para os problemas que o Sporting evidencia na hora de rematar à baliza. Face às lesões de Purovic, Djaló e Derlei (este último na fase derradeira de recuperação), o 1,77m e os 66 kg de Rodrigo Tiuí são a alternativa a Liedson que Paulo Bento exigiu na reabertura de mercado.




FONTES