domingo, 30 de setembro de 2007

GAZETA DO FUTEBOL TEM NOVO COLABORADOR



Bernardino Barros, Editor de Desporto do PortoCanal, é o mais recente reforço da equipa Gazeta do Futebol.

Um comentário mensal pelo qual os nossos leitores não deixarão de passar os olhos.

Sempre ao dia 1 de cada mês, Bernardino Barros assina, aqui, O MÊS EM REVISTA.

Não perca, amanhã, o primeiro comentário de Bernardino Barros.



GAZETA DO FUTEBOL

F.C. PORTO REFORÇA LIDERANÇA



NO DÉRBI DA INVICTA, REALIZADO ESTA NOITE NO ESTÁDIO DO DRAGÃO, O F.C. PORTO VENCE O BOAVISTA POR 2-0.


PATRÍCIA MARTINS


Os portistas entraram de rompante, procurando incessantemente o golo, que acabou por surgir aos 15’, por Lisandro, que aproveitou da melhor forma uma bola que Carlos deixou escapar após um livre cobrado por Quaresma. O FC Porto continuou dominador no primeiro tempo.

O intervalo chegou e no regresso trouxe um Boavista melhor. O meio campo axadrezado acertou as marcações e a percentagem de passes errados baixou considerávelmente. O número de lances de ataque aumentou, com a bola a rondar mais vezes a área de Helton.

Aos 74’, após cruzamento da esquerda de Cech, Lisandro, que é o melhor marcador do campeonato, bisou na partida.

Num jogo aberto, o FC Porto acabou por ganhar sem discussão, contudo o resultado foi bem melhor do que a exibição que chegou a provocar fortes assobios dos adeptos azuis e brancos.

O Boavista realizou, provavelmente, a melhor segunda parte do campeonato e esteve perto de marcar em pelo menos três ocasiões, mas o segundo tento de Lisandro acabou com o jogo.

Em seis jogos o FC Porto obteve seis vitórias e tira também proveito do empate (0-0) entre Benfica-Sporting, ficando com sete pontos de vantagem sobre os «leões» e oito sobre as «águias».


FC PORTO - Helton; Bosingwa; Stepanov; Bruno Alves; Marek Cech; Lucho González (Bolatti, 77'); Paulo Assunção; Raul Meireles (Adriano, 77'); Tarik Sektioui (Leandro Lima, 46'); Lisandro López e Ricardo Quaresma.
Treinador: Jesualdo Ferreira.

BOAVISTA - Carlos; Rissutt, Ricardo Silva, Marcelão, Moisés; Diakité, Fleurival, Jorge Ribeiro; Zé Kalanga (Bangoura, 52'); Mateus (Laionel, 70') e Edgar.
Treinador: Jaime Pacheco.

ARBITRO - Artur Soares Dias (A.F. Porto)
FONTES

sábado, 29 de setembro de 2007

DÉRBY LISBOETA TERMINA EMPATADO



BENFICA E SPORTING EMPATARAM A ZERO ESTA NOITE NO PRIMEIRO JOGO DA 6a JORNADA DA LIGA.


PEDRO ROCHA


Num jogo bem disputado os dois rivais de Lisboa não foram além de um empate a zero. A equipa de P.Bento entrou ligeiramente melhor com dois remates de Miguel Veloso(3min. e 5min.). No entanto o Benfica rapidamente assumiu as despesas do jogo e sob a batuta do inevitável Rui Costa, devidamente acompanhado por Dí Maria, acabou por criar alguns lances de perigo. O Sporting passou por alguns momentos complicados sem conseguir expandir o ataque. Contudo a partir dos 30 minutos o meio campo leonino acertou as marcações e anulou o maestro da Luz. A partir deste momento o Sporting teve um bom período e por intermédio de Vukcevic criou uma excelente oportunidade de golo que Nelson evitou com um óptimo corte. O Sporting acabou a primeira parte em bom plano mas nunca conseguiu dominar por completo as investidas benfiquistas.

Mais do mesmo...
Na segunda parte o Benfica entrou mais pressionante e como consequência disso teve a melhor oportunidade do encontro. Aos 56 minutos Nuno Gomes falhou a recarga após remate forte de R. Costa que Stojkovic defendeu infantilmente para a frente. Aos 71 minutos o inevitável caso do jogo. Após um lance confuso na área encarnada o fiscal de linha interrompeu a partida por alegada mão de Katsouranis dentro de área. Porém o árbitro Pedro Henriques mandou seguir. Após esse lance que mereceu protestos leoninos tempo apenas para mais uma oportunidade de golo. Romagnoli que esteve em bom plano arrancou para a área e rematou com Quim a defender a dois tempos.

Realce em termos individuais para Rui Costa que teve uma boa actuação desaparecendo contudo com o decorrer do jogo e para Djaló que com a sua velocidade colocou sempre em sentido a defesa encarnada faltando no entanto algum discernimento na definição dos lances.

Este resultado acaba por penalizar as duas equipas que assim podem ficar mais longe do Porto que joga neste momento em casa contra o Boavista.Em caso de vitória os campeões nacionais podem ficar com 7 e 8 pontos de vantagem sobre o Sporting e o Benfica respectivamente.

Ficha de jogo:
Estádio da Luz
Árbitro: Pedro Henriques.
BENFICA – Quim; Nélson, Luisão, EdCarlos e Léo; Katsouranis e Rui Costa (Nuno Assis, 88 m); Maxi Pereira, Di Maria (Adu, 82 m) e Cristian Rodriguez; Nuno Gomes (Cardozo, 76m).
SPORTING – Stojkovic; Abel, Tonel, Polga e Ronny; Miguel Veloso; João Moutinho, Romagnoli e Vukcevic (Farnerud, 68 m); Djaló (Celsinho, 83 m)e Liedson.Ao intervalo: 0-0Acção disciplinar: Cartão amarelo a Luisão, Abel, Cristian.
Fim da partida: 0-0

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

NOTÍCIA GAZETA DO FUTEBOL


PEDRO BARBOSA DESPOLETOU TEMA DOS ATRASOS NO ESTRELA – SPORTING



FOI PEDRO BARBOSA A TER A INICIATIVA DE DISCUTIR A QUESTÃO, AO CONTRÁRIO DO QUE FOI INICIALMENTE DITO, COM AS RESPONSABILIDADES A RECAÍREM SOBRE O ÁRBITRO DO JOGO.



JOSÉ PEDRO PINTO
ANDRÉ MATOS LEITE



A Gazeta do Futebol apurou que a mais recente polémica sobre os atrasos aos guarda-redes, protagonizada antes do último Estrela da Amadora – Sporting, foi causada não pelo juiz da partida, Paulo Pereira, mas sim pelo Director de Futebol do Sporting, Pedro Barbosa.


Recorde-se que, no final deste encontro, o Sporting revoltou-se contra a arbitragem do juiz minhoto e divulgou que, na reunião que antecedeu o jogo, Paulo Pereira terá tido a iniciativa de revelar uma indicação sobre a questão dos atrasos aos guarda-redes, contribuindo para a confusão que se gerou. Essa indicação foi fornecida a todos os árbitros pelo Presidente da Comissão de Arbitragem (CA) da Liga de Clubes, Vítor Pereira.


Com efeito, foi Pedro Barbosa, actual delegado ao jogo dos “leões”, quem confrontou o árbitro com a temática dos atrasos, na habitual reunião entre delegados dos clubes e equipa de arbitragem que antecedeu a partida. O antigo jogador do Sporting terá estado, desta forma, na origem de toda a polémica ao colocar a dúvida ao juiz do encontro, sendo que Paulo Pereira apenas se terá servido de uma indicação da CA da Liga de Clubes para esclarecer o Director de Futebol leonino.



NOTÍCIA GAZETA DO FUTEBOL

REAL MADRID RECUPERA O PRIMEIRO LUGAR, SEM CONVENCER


NA 5ª JORNADA DA LIGA ESPANHOLA, O REAL MADRID RECUPEROU A LIDERANÇA, VENCENDO O BÉTIS DE SEVILHA POR 2-0.


PATRÍCIA MARTINS



O Real Madrid venceu, mas não convenceu. A equipa madrilena sentiu muitas dificuldades no jogo frente ao Bétis, equipa que continua nos últimos lugares do campeonato espanhol.

A formação sevilhana tornou-se um adversário incómodo, principalmente na primeira parte do jogo, quando Iker Casillas passou por muitos sustos.

Na segunda metade surge o primeiro golo (66') na conversão de um penálti que não existiu. Raúl simulou uma falta e marcou ele próprio, enganando Ricardo.

Mais tarde (85') o guarda-redes internacional português voltou a ser batido, mas desta vez com um magnífico pontapé de bicicleta de Júlio Baptista.

O resultado é pesado para o Bétis, que fez frente a uma equipa de topo e também para Ricardo que realizou uma boa exibição.

FONTE


PSV EXCLUÍDO DA TAÇA



PARECE MENTIRA MAS NÃO É. O CAMPEÃO HOLANDÊS FOI EXCLUÌDO DA TAÇA DA HOLANDA POR TER UTILIZADO O PORTUGUÊS MANUEL DA COSTA NO JOGO DA SEGUNDA ELIMINATÓRIA FRENTE AO JONG SC HEERENVEEN ( EQUIPA SATÉLITE DO HEERENVEEN).


PEDRO ROCHA


A Federação Holandesa de Futebol decidiu hoje excluir o PSV da Taça da Holanda. Esta decisão surge após o campeão holandês ter utilizado indevidamente o português internacional sub-21 Manuel da Costa. Isto porque a época passada o jogador acumulou dois cartões amarelos na prova ficando por isso com um jogo de castigo que transitou para esta temporada. O problema é que os serviços administrativos do PSV se esqueceram disso e Ronald Koeman colocou mesmo o defesa central português a jogar na quarta-feira.


Segundo o director geral do PSV Jan Reker este é um erro imperdoável que não tem justificação e que em consequência disso afirmou:"Decidi de imediato realizar alterações drásticas nos procedimentos internos relativos a este tipo de assuntos administrativos. A Taça é uma excelente competição que desejamos sempre vencer. Agora não o podemos fazer, o que é mais do que lamentável para os jogadores, equipa técnica, adeptos e patrocinadores".

Manuel da Costa foi apanhado de surpresa com esta decisão e lamentou a decisão da Federação. Segundo o jogador alguém se terá esquecido de verificar os papéis enviados pela Federação.

O PSV não irá recorrer da decisão visto ser um erro interno do clube. Com a desclassificação do campeão holandês o Jong SC Heerenveen passa assim a ocupar a vaga na terceira eliminatória.


FONTES
OJOGO
UEFA









A SEMANA VISTA POR...

TAÇA DA LIGA: PORQUE NÃO UM NOME PORTUGUÊS?



Quem ouve dizer que a Sporttv vai transmitir um jogo da Carlsberg Cup não pensa imediatamente “O Fátima vai jogar com o Porto” ou “vamos ter o Benfica contra o Estrela da Amadora”. O primeiro raciocínio (e o mais correcto, tendo em conta o nome) é antes “mais um jogo entre o Manchester e o Chelsea”.


ANDRÉ MATOS LEITE


A nova competição do futebol português, a denominada Taça da Liga, é um troféu criado pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional. Objectivo: imitar um troféu inglês à imagem e semelhança do mesmo. No entanto, há uma diferença óbvia entre Inglaterra e Portugal. Em Inglaterra, as pessoas têm poder de compra e paixão pelo jogo suficiente para verem três jogos por semana (entre as diferentes competições dos diferentes escalões). Como tal, os maiores clubes esforçam-se por dar um “brilharete” em todas as competições e mantêm, pelo menos, 17 jogadores perfeitamente capazes de integrar o onze inicial. Em Portugal, os adeptos não têm paixão ao jogo. Têm antes paixão ao jogo da sua equipa. Mais, não têm o poder de compra para ver os jogos do seu clube em todas as competições. Portanto, os nossos “três grandes” usaram o primeiro jogo da Taça da Liga para fazer a «praxe» aos jogadores novos e menos utilizados dos seus plantéis.

Há mais um problema com esta nova competição portuguesa. O nome é em tudo enganador. Quem ouve dizer que a Sporttv vai transmitir um jogo da Carlsberg Cup não pensa imediatamente “O Fátima vai jogar com o Porto” ou “vamos ter o Benfica contra o Estrela da Amadora”. O primeiro raciocínio (e o mais correcto, tendo em conta o nome) é antes “mais um jogo entre o Manchester e o Chelsea”. Se esta competição, que querem tornar tão prestigiante, é criada pela Liga Portuguesa (e não inglesa) porque é que não tem, então, um nome português? Não seria muito complicado trocar o nome de Carlsberg Cup para Taça Carlsberg... A diferença não é muita, é certo, mas serviria já para mostrar orgulho no que é nosso; e o que é nosso - a selecção das quinas está já farta de o provar - é bem melhor do que aquilo que é inglês.

Sumarizando, faço aqui um apelo ao Senhor Hermínio Loureiro, Presidente da LPFP: por favor, já que não é de esperar que este novo troféu seja encarado, num futuro próximo, de forma séria pelos nossos “três grandes”, ao menos mude o nome para algo português para demonstrar bem que o troféu não é algo imposto pela Inglaterra, pela UEFA, ou pela FIFA, mas um troféu nosso, da iniciativa dos órgãos desportivos portugueses e que enche de orgulho o país que o criou.

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

SINDICATO DOS JOGADORES PODE AVANÇAR PARA GREVE


EM CAUSA ESTÃO SALÁRIOS EM ATRASO A JOGADORES EM VÁRIOS CLUBES E JOAQUIM EVANGELISTA, PRESIDENTE DO SINDICATO DE JOGADORES, NÃO DESCARTA A POSSIBILIDADE DE SE AVANÇAR PARA UMA GREVE.



JOSÉ PEDRO PINTO



O Presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF), Joaquim Evangelista, admitiu ontem que está a ser ponderada uma greve de jogadores devido aos salários em atraso em vários clubes. À margem de um encontro de esclarecimento com o plantel do Boavista, Evangelista adiantou que, apenas decorridas cinco jornadas dos campeonatos profissionais de futebol, "já existem salários em atraso", ponderando seriamente avançar para uma greve de jogadores caso a situação não se altere de forma drástica: "É necessário dar um murro na mesa".


O Presidente do SJPF realçou, no entanto, a intenção de dialogar com os clubes, tendo em vista uma resolução rápida das situações irregulares: "A nossa intenção é tentar sempre reunir com os clubes e resolver as situações da melhor forma. Há problemas estruturais no futebol português e os jogadores devem ser uma voz activa e sempre presente nas decisões".


Evangelista revelou, também, que está a ser discutida a criação de um fundo de garantia salarial juntamente com a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF), estando em cima da mesa a recolha das receitas de um jogo da Selecção Nacional de Futebol ou uma parcela de vários (proveniente da FPF), e a verba garantida pelo Jogo das Estrelas, organizado anualmente pela LPFP.



FONTES



quarta-feira, 26 de setembro de 2007

TAÇA DA LIGA: «PENALTYS» DETERMINAM SORTES DIFERENTES



FORAM MESMO AS GRANDES PENALIDADES O TEMA DE DESTAQUE DESTA 3ª ELIMINATÓRIA DA TAÇA DA LIGA: O F.C. PORTO FOI SURPREENDENTEMENTE AFASTADO PELO MODESTO FÁTIMA; O BENFICA ULTRAPASSOU O ESTRELA DA AMADORA; O SPORTING ACABOU POR TRIUNFAR, EM GUIMARÃES, FRENTE AO VITÓRIA LOCAL.



JOSÉ PEDRO PINTO


Surpresa e muitas grandes penalidades. É este o sumário da 3ª Eliminatória da Taça da Liga, a nova competição do futebol português.

O F.C. Porto acabou por protagonizar a grande surpresa da eliminatória, ao ser eliminado pelo Fátima, da Liga de Honra. Os 90 minutos registaram 0-0, numa partida que se revelou equilibrada, obrigando ambas as equipas a recorrer aos pontapés da marca da grande penalidade. Nesta etapa, a sorte sorriu ao Fátima, derrotando o campeão nacional por 4-2.

O S.L. Benfica conseguiu ultrapassar o Estrela da Amadora. Maurício abriu o activo para a equipa «tricolor» ainda na 1ª Parte, num pontapé livre marcado de forma portentosa, mas com a colaboração do guarda-redes alemão dos «encarnados», Butt. Já nos últimos instantes da partida, o S.L. Benfica haveria de alcançar a igualdade, graças a um «penalty» mal assinalado por Duarte Gomes (indicação do auxiliar José Lima) e convertido pelo norte-americano Freddy Adu. No desempate através de grandes penalidades, o Benfica acabou por triunfar (4-5).

No que diz respeito ao encontro entre Vit. Guimarães e Sporting, este também não fugiu à regra: após uma partida em que as duas equipas se equivaleram no número de oportunidades, o 0-0 obrigou à decisão da passagem à próxima eliminatória por grandes penalidades: neste capítulo, venceram os «leões» de Paulo Bento por 6-7.

Nos restantes jogos, de destacar as vitórias de Penafiel e Portimonense (Liga de Honra) sobre os primodivisionários Nacional e Belenenses, respectivamente.

Confira agora todos os resultados desta 3ª Eliminatória da Taça da Liga:


Leixões 0 - 2 U. Leiria

Penafiel 1 - 0 Nacional

Portimonense 1-1 Belenenses (4-3 após g.p.)

Beira-Mar 0-0 Paços de Ferreira (4-3 após g.p.)

Vit. Setúbal 2-0 Sp. Braga

Fátima 0-0 F.C. Porto (4-2 após g.p.)

Est. Amadora 1-1 S.L. Benfica (4-5 após g.p.)


O sorteio da 4ª Eliminatória realiza-se já esta sexta-feira, estando as duas mãos dessa eliminatória agendadas para 20-21 de Outubro e 31 de Outubro.


FONTES

MARKUS SIEGLER ABANDONA FIFA

FONTE: persoenlich.com






ANDRÉ MATOS LEITE





O director de comunicação da FIFA já tinha decidido, no dia 21 de Setembro, que abandonaria o cargo no final deste mês e embora, segundo o próprio, a decisão tenho sido difícil, resultou de “diferenças de opinião sobre o futuro da estrutura e da direcção”.

O suíço Markus Siegler, jornalista de profissão, deixa um cargo que ocupava desde o Mundial da Coreia e do Japão, decorrido em 2002. Antes de ocupar a direcção da comunicação, no entanto, já tinha sido consultor da FIFA e responsável das comunicações da organização. Em Julho de 2002, foi nomeado director de divisão por Joseph S. Blatter e desde então, desempenhava funções de director executivo, com assento no quadro da direcção.

Siegler referiu ainda que trabalhar para a FIFA foi uma experiência única, merecedora do seu profundo respeito, reconhecimento e gratidão, mas que procura um novo desafio.


Fontes

PRESIDENTE DA ACADÉMICA ACUSADO DE OITO CRIMES


José Eduardo Simões, presidente da Académica de Coimbra, vai ser levado a julgamento.


PATRÍCIA MARTINS


Na origem da decisão, tomada hoje pelo Tribunal de Instrução Criminal de Coimbra, estão oito crimes de corrupção que são atribuídos a José Eduardo Simões referentes ao tempo em que também exercia o cargo de director de Urbanismo da Câmara Municipal de Coimbra.


O advogado do dirigente desvaloriza a decisão e defende que "havia matéria" para avançar com a instrução, deixando de fora alguns dos crimes mas também "existe matéria para realizar a defesa" do arguido.


José Eduardo Simões é assim acusado de quatro crimes de corrupção passiva para acto ilícito e de quatro crimes de corrupção passiva para acto lícito, puníveis com penas entre um e oito anos de prisão.


As acusações dizem respeito a ilegalidades detectadas no empreendimento imobiliário "Jardins do Mondego". No que se refere à Académica, o presidente é suspeito de ter favorecido promotores imobiliários a troco de donativos para a Académica.




FONTES

terça-feira, 25 de setembro de 2007

RONALDINHO PODE ESTAR DE SAÍDA


SEGUNDO OS PRINCIPAIS JORNAIS DESPORTIVOS DE HOJE O CRAQUE RONALDINHO GAÚCHO PODE ESTAR DE SAÍDA DO BARCELONA POR NÚMEROS VERDADEIRAMENTE ASTRONÓMICOS.


PEDRO ROCHA


84 milhões de euros por 5 temporadas. Segundo o sensacionalista inglês The Sun Ronaldinho terá já chegado a acordo com o Chelsea F.C. e a transferência poderá consumar-se já em Janeiro. A concretizar-se Ronaldinho tornar-se-á no jogador mais bem pago do mundo.

Contudo para isso acontecer Abramovich tem que convencer Joan Laporta a vender o brasileiro. Fala-se que o magnata russo já avançou com uma proposta a rondar os 100 milhões de euros. Este valor cifra-se já muito perto dos 125 milhões de euros - cláusula de rescisão do jogador.

Sublinhe-se que o jogador brasileiro tem passado por momentos conturbados ultimamente, não demonstrando o que vale dentro de campo. O jogador tem sido criticado pelas noitadas e pelo excesso de peso que apresenta. A ultima temporada não correu de feição nem a Ronaldinho nem ao clube e esta época a paciência dos adeptos esgotou-se rapidamente.

No entanto Joan Laporta negou qualquer transferência e afirmou publicamente que é necessário recuperar o craque que está a sofrer.


JORGE ANDRADE ARRISCA PARAGEM DE 6 MESES


O DEFESA-CENTRAL DA JUVENTUS LESIONOU-SE COM GRAVIDADE NO JOGO DO PASSADO DOMINGO, FRENTE À ROMA, FRACTURANDO A RÓTULA DO JOELHO ESQUERDO. PARAGEM PODE IR ATÉ AOS 6 MESES.


JOSÉ PEDRO PINTO


Jorge Andrade vai parar, pelo menos, durante 6 meses, como resultado de uma lesão grave sofrida no jogo da Serie A entre Roma e Juventus, no passado domingo. O central português, a actuar na Juventus, fracturou a rótula do joelho esquerdo (lesão semelhante à ocorrida em Março de 2005, ainda ao serviço do Deportivo da Corunha, com a rotura do tendão rotuliano) e, embora a lesão aparente ser menos grave do que inicialmente previsto, tudo aponta para que Jorge Andrade venha mesmo a parar durante meio ano.

O capitão das «quinas» foi ontem submetido a uma ressonância magnética e a radiografias, pelo que terá mesmo que se sujeitar a uma intervenção cirúrgica para reparar a lesão e verificar em que estado se encontra o tendão rotuliano danificado em 2005.

Em risco pode também estar a participação de Jorge Andrade no EURO 2008', mas Henrique Jones, médico da Selecção Nacional, acredita que Jorge Andrade recuperará a tempo da prova: "Vamos esperar tê-lo connosco não como cliente do posto médico, mas como atleta efectivo. O Jorge é forte e vai dar um pontapé no infortúnio e vai conseguir. A recuperação será morosa, e todos contamos com o seu espírito de sacrifício". No entanto, adianta ainda o médico da Selecção Nacional, a fase inicial de recuperação vai ser decisiva. "É uma lesão que vai demorar alguns meses e dependerá da evolução inicial, das primeiras semanas e dos primeiros meses".


FONTES

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

SPORTING: RELVADO NOVO À VISTA



ANDRÉ MATOS LEITE


O relvado do estádio de Alvalade vai ser substituído caso não recupere até dia 7 de Outubro, data do confronto entre Sporting e Guimarães. O prazo estabelecido pelos dirigentes leoninos não obrigará o clube a jogar em casa emprestada: entre jogos fora e paragens devido aos jogos da selecção, os leões não vão receber nenhum adversário entre o dia da substituição da relva e 4 de Novembro.

Na recepção ao Manchester United, foi notório o mau estado da relva de Alvalade. Miguel Veloso, ao realizar um passe, enterrou o pé no tapete e numa jogada de ataque dos ingleses foi a vez de Cristiano Ronaldo levantar uma placa do relvado. Situações como esta aumentam o risco para a integridade física dos jogadores e Paulo Bento, treinador do Sporting, assumiu que o estado do piso dificulta a jogadas de ataque da equipa.

A justificação usada para a condição do relvado é o mau substrato. A fraca qualidade da camada de terra e areia colocada sob o tapete impede o enraizamento, o que faz com que as raízes não se fixem nos terrenos abaixo dessa mesma camada, mas antes voltem para cima. Como tal, é possível que, caso seja instalado um novo relvado, também o substrato seja substituído.



Fontes

EQUIPAS PORTUGUESAS COM PÉSSIMO ARRANQUE NAS COMPETIÇÕES EUROPEIAS




Seis derrotas e um empate. Este é o saldo das equipas portuguesas depois do primeiro embate europeu. Ontem confirmou-se o pior dos cenários - quatro jogos quatro derrotas das equipas portuguesas.


PEDRO ROCHA


Confirmou-se ontem o mau início português nas competições "uefeiras" com mais quatro derrotas. Braga, Leiria, Belenenses e Paços de Ferreira não conseguiram inverter a tendência da Liga dos Campeões e acabaram todas elas derrotadas. O Braga foi ao terreno do Hammarby para vencer mas voltou derrotado por 2-1. Já o Leiria perdeu por 3-1 num jogo feio frente ao Bayer Leverkusen. O Belenenses conseguiu, pese embora a derrota, dar uma boa imagem do campeonato português ao perder apenas por 1-0 frente ao colosso alemão Bayern de Munique. No ultimo jogo do dia o Paços dominou mas acabou por sofrer um golo ao minuto 89 perdendo injustamente com o AZ Alkmaar.

Lembre-se que já na Terça e Quarta-feira FC Porto, Benfica e Sporting apenas conseguiram um empate e duas derrotas moralizadoras respectivamente. Assim em sete jogos Portugal amealhou somente um ponto colocando em risco o seu lugar no ranking da UEFA.

Esperemos que daqui a duas semanas tenhamos mais motivos para sorrir.

FONTES

ABOLA

RR

OJOGO

A SEMANA VISTA POR...

MOURINHO CONTINUA A SER O MELHOR


As conversas de café valem o que valem, é certo, mas é preciso que os «treinadores de bancada» percebam uma coisa: mesmo os maiores e os melhores têm momentos em que podem cair pelas escadas abaixo e não é essa evidência que lhes atribui qualquer tipo de incompetência.


JOSÉ PEDRO PINTO


Tomei conhecimento da saída de José Mourinho do Chelsea apenas na manhã de ontem, quando o som do rádio, por volta das 8h30m, me informava, em pleno trânsito, dessa mesma situação. Cheguei ao café onde habitualmente acabo por ler os jornais do dia e já a nova andava de boca em boca. Sentei-me a uma mesa, com dois diários desportivos para ler, quando um conhecido se senta atrás de mim e opina: “Se (Mourinho) é o melhor, porque é que também cai pelas escadas abaixo?”.

Limitei-me a rir. A passagem de bestial a besta foi rápida, aliás, demasiado rápida! Ainda nem à 24 horas a pessoa em questão orientava a equipa com que conquistou dois títulos de campeã inglesa, duas Taças de Inglaterra e três Taças da Liga. Pois é, a memória apagou, desde logo, todos esses feitos e até mesmo a Taça UEFA e a Liga dos Campões conquistadas ao serviço do F.C. Porto.

As conversas de café valem o que valem, é certo, mas é preciso que os «treinadores de bancada» percebam uma coisa: mesmo os maiores e os melhores têm momentos em que podem cair pelas escadas abaixo e não é essa evidência que lhes atribui qualquer tipo de incompetência.

Mourinho continuará a ser o melhor entre os melhores. Félix Mourinho, seu pai, chegou a afirmar, à margem de (mais) um prémio que recebeu em nome do filho José Mário, que a sua postura não se pode considerar arrogante, mas sim profissional. José Mourinho demonstrou esse mesmo profissionalismo, atitude e uma enorme dose de carisma quando bateu com a porta porque se tentaram meter entre ele e o seu conceito de “fronteira saudável”… onde não cabe a ingerência nas suas funções.

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

CHELSEA: OFICIALIZADA RESCISÃO CONTRATUAL COM MOURINHO


José Mourinho abandona mesmo o comando técnico do Chelsea. Desentendimentos com Abramovich e o descontentamento do técnico português com a gestão da direcção «blue» culminaram na rescisão amigável do contrato.



JOSÉ PEDRO PINTO



É oficial: José Mourinho abandona Stamford Bridge, ao fim de três anos à frente do Chelsea. O técnico português não terá gostado da ingerência de alguns elementos da administração nas suas competências e a má relação que vinha mantendo com o patrão do clube, Roman Abramovich, culminou na sua saída da equipa londrina.

O Chelsea já confirmou, num curto comunicado publicado no seu site, a rescisão amigável do contrato com Mourinho. É o fim de uma ligação de três anos em que o treinador português conquistou dois títulos de campeão inglês, uma Taça de Inglaterra e duas Taças da Liga.

Certo é que a notícia caiu que nem uma bomba no balneário do Chelsea, tendo mesmo desapontado os jogadores. Mourinho informou John Terry, Frank Lampard e Didier Drogba da situação e já terá mesmo desejado as maiores felicidades à equipa.


Sucessores já equacionados

Quanto a sucessores, vários nomes se colocam agora em cima da mesa: desde logo o nome do israelita Avram Grant, director de futebol do Chelsea (oriundo do Portsmouth), apontado como uma forte hipótese para ocupar o lugar deixado vago por Mourinho. No entanto, a imprensa de hoje confirma o interesse de Abramovich em nomes como Didier Deschamps (actualmente no desemprego, após subir a Juventus de divisão), Juande Ramos (técnico do Sevilha com créditos firmados a nível europeu), ou ainda os italianos Fabio Capello e Marcelo Lippi, assim como o holandês Guus Hiddink, seleccionador russo.


Kenyon continua

Permanência garantida tem Peter Kenyon. O Director-Executivo dos «blues» continuará a exercer o cargo que ocupa, apesar de ter afirmado, não há muito tempo, que abandonaria o Chelsea caso Mourinho também batesse com a porta. De resto, Kenyon esteve também presente na reunião que decidiu a saída do técnico português, na noite de quarta-feira.



FONTES

MOURINHO ABANDONA CHELSEA




Jornais ingleses afirmam que o treinador português está de saída do Chelsea.


PATRÍCIA MARTINS


José Mourinho vive um dos piores momentos durante a sua passagem no clube inglês. Maus resultados na Premier League e na Liga dos Campeões provocam contestação dos adeptos e desalento em Abramovich.

Ao que tudo indica, o que desencadeou a notícia foi uma mensagem escrita enviada por Mourinho esta quarta-feira à noite a alguns jogadores. O treinador terá dito aos jogadores que a administração preparava-se para anunciar a sua saída pela manhã, esta quinta-feira e desejando boa sorte para as suas carreiras.

O contrato de rescisão de José Mourinho ronda os 15 milhões de libras, o que pode ser o único impedimento para a sua saída efectiva.


FONTES

quarta-feira, 19 de setembro de 2007

LUÍS FILIPE VIEIRA REITERA PREFERÊNCIA POR RUI COSTA PARA PRESIDENTE



PATRÍCIA MARTINS


Esta Quarta-feira o líder Benfiquista voltou a reafirmar o seu desejo por ver o médio Rui Costa como presidente do clube encarnado. No entanto, adia a explicação da sua vontade para um futuro próximo: "Em breve vou explicar em directo, na televisão, os motivos pelos quais entendo que ele é a pessoa indicada para dar continuidade ao novo Benfica."Luís Filipe Vieira assume ainda que "se Rui Costa demonstrar indisponibilidade para ser presidente, então vão ter que levar comigo mais alguns anos, até acabar o projecto".Apesar de não esconder a sua preferência, o presidente da equipa das águias relembra, contudo, que a escolha não depende de si: «Aqui ninguém passa o testemunho a ninguém, porque a escolha é dos sócios."


FONTES

Record

Mais futebol

O Jogo

SPORTING TENTA SORTE FRENTE A MANCHESTER UNITED



ANDRÉ MATOS LEITE


Após o empate do Porto frente ao Liverpool e a derrota do Benfica frente ao AC Milan, é a vez do Sporting jogar na Liga dos Campeões. Num jogo que se vai realizar hoje às 19:45 horas, os Leões vão defrontar os ingleses do Manchester United onde jogam Cristiano Ronaldo e Nani, duas antigas estrelas do clube português.

As estatísticas estão do lado dos leoninos que nunca perderam contra equipas inglesas, em casa, para as competições europeias. À excepção de três empates, a equipa de Alvalade venceu sempre os ingleses, tendo mesmo batido os “Red Devils” em 1964.

O Manchester reforçou-se, esta época com nomes como Hargreaves, Tevez, Anderson e Nani (estes dois últimos actuaram em Portugal a época passada), mas Paulo Bento acredita na possibilidade de conseguir um bom resultado. Realça, no entanto, a necessidade dos leões manterem a calma, a concentração e a determinação de modo a suster a capacidade ofensiva do adversário.

No treino de ontem, Romagnoli não subiu ao relvado realizando, apenas, trabalho de ginásio pelo que deve começar o jogo no banco de suplentes. Estes são os onze prováveis:

Sporting
Stojkovic GR
Abel LD
Tonel DC
Polga DC
Ronny LE
Miguel Veloso MD
João Moutinho MO
Simon Vukcevic MO
Izmailov MO
Yannick Djaló AV
Liedson AV

Manchester United
Van der Sar GR
Wes Brown LD
Ferdinand DC
Vidic DC
Evra LE
Carrick MD
Scholes MO
Cristiano Ronaldo AD
Nani AE
Ryan Giggs AV
Carlos Tevez AV

FONTES

terça-feira, 18 de setembro de 2007

BENFICA PERDE FRENTE AO A.C. MILAN


Benfica perde por 2-1 em San Siro, frente ao campeão europeu em título. A fraca defesa da equipa portuguesa é aproveitada por Pirlo e Inzaghi, que deixam desde cedo o Milan em vantagem. Nuno Gomes reduz mesmo em cima do apito final.


PATRÍCIA MARTINS


Este foi um jogo com especial significado pelo passado comum de ambas as equipas, que já se defrontaram em duas finais da Liga dos Campeões, mas também pelo regresso de Rui Costa a San Siro, que foi um dos momentos da noite.

O A.C. Milan saiu a jogar e cedo entra em vantagem. Cria a primeira grande situação de perigo aos 7' com um cruzamento de Oddo pela direita e remate de Ambrosini ao lado. Um minuto depois, através de um livre directo, Pirlo marca o primeiro golo do jogo. O internacional italiano remata à baliza e Quim lança-se tarde á bola.

O jogo prossegue e o Milan está mais perto de fazer o 2-0 do que a equipa portuguesa de alcançar o empate. Duas boas defesas de Quim (15' e 21') adiam o inevitável...

A primeira grande oportunidade para o Benfica surge aos 22' com Di María a cruzar e Cardozo, de cabeça, acerta em cheio no poste numa altura em que Dida já estava completamente batido.

Aos 23' Kaká conduz um contra-ataque provocado por um mau passe de Miguel Vìtor. O brasileiro faz todo o campo e deixa a bola com Pirlo. Este cruza para a entrada vitoriosa de Inzaghi, que por sua vez fuzila com um tiro certeiro a baliza de Quim. Estava feito o 2-0.

Na segunda parte a defesa do Benfica está quase parada e o jogo só ganha alguma qualidade quando a bola chega em condições até Rui Costa. Sem que a equipa das águias consiga finalizar, o Milan parte em contra-ataques.Aos 61' Cardozo vê o cartão amarelo por protestos. Logo depois é substituído por Nuno Gomes.

Gilles rende Miguel Vítor (73') que faz a sua estreia nos encarnados. Katsouranis recua para a defesa. No Milan sai Seedorf para a entrada de Emerson.

Ao minuto 77 Jankulovski cruza da esquerda, após uma boa desmarcação de Kaká, e Inzaghi remata para uma defesa extraordinária do guarda-redes benfiquista.

Aos 78' Emerson tenta surpreender de fora da área Quim, que defende para canto. Esteve à vista o terceiro golo da equipa de Milão.

No Milan, Bonera rende Oddo aos 81' e esgota as substituições com a substituição de Inzaghi por Gilardino (85').

Camacho permite uma enorme ovação a Rui Costa no Giuseppe Meazza quando o faz sair para que entre Nuno Assis. Os adeptos rossinegros ergueram uma enorme faixa para o português onde se lia: «Rui no coração, verdadeiro homem, grande campeão».

Já durante o último minuto do tempo de desconto dado pelo árbitro Inglês, Nuno Gomes faz o golo do Benfica após um cruzamento da esquerda de Katsouranis.

Uma vitória justa dos Italianos que sempre geriram melhor o jogo, tomando o seu controle.


FONTES



DEFESA DE SCOLARI CHEGA HOJE À UEFA


A defesa de Scolari segue para Nyon esta terça-feira. No ultimo dia para entrega, os argumentos apresentados pelo Dr João Leal, responsável pela defesa do seleccionador, vão chegar via fax à sede da UEFA na medida em que nenhum elemento federativo se deslocará a Nyon.


PEDRO ROCHA


Os argumentos apresentados pelo Dr João Leal chegarão hoje ao Comité de Controlo e Disciplina que é presidido por Gianni Infantino. Estes argumentos visam atenuar a pena do seleccionador nacional. No entanto sabe-se que a defesa não será muito exaustiva visto que existe já bastante matéria disponivel para ser analisada como o relatório do árbitro e dos observadores da UEFA.
Na quarta-feira a UEFA dará a conhecer a punição para Luiz Felipe Scolari. No caso da punição ser demasiado severa a federação enviará um elemento para Nyon na tentativa de recorrer da decisão da UEFA. Lembre-se que após os incidentes no jogo Portugal-Sérvia Madail reiterou o apoio ao selecionador nacional por isso é com enorme ansiedade que a FPF aguarda pela decisão.



FONTE


ARBITRAGEM: SPORTING QUER ESCLARECIMENTO DA LIGA DE CLUBES


EM CIMA DA MESA ESTÃO AINDA AS OCORRÊNCIAS REGISTADAS ANTES DO INÍCIO DO ESTRELA - SPORTING, DO PASSADO DOMINGO. A QUESTÃO DOS ATRASOS É, UMA VEZ MAIS, A RAZÃO DO PROTESTO LEONINO.


JOSÉ PEDRO PINTO


O Sporting vai apresentar um pedido de esclarecimentos a Hermínio Loureiro, Presidente da LPFP, sobre o facto de a Comissão de Arbitragem ter dado instruções aos árbitros que "violam expressamente o disposto na Lei 12 das Leis do Jogo e que prejudicam gravemente o futebol nacional". Em comunicado divulgado durante a tarde de ontem, a Sporting, SAD insurge-se contra esta medida adoptada pela CA da LPFP, ameaçando até recorrer à Federação Portuguesa de Futebol e, em caso extremo, às instâncias internacionais, para resolver este caso.

Recorde-se que Paulo Pereira, o árbitro que dirigiu o último Estrela-Sporting, no passado domingo, notificou os delegados de ambas as equipas - antes do início da partida - acerca de instruções claras que havia recebido da CA no sentido de penalizar qualquer atraso com os pés de um jogador para o seu guarda-redes. Tal atitude despoletou a insatisfação dos dirigentes leoninos, que assumiram, logo no final da partida, a sua intenção de pedir um esclarecimento cabal à Liga de Clubes.

Ainda no dia de ontem, Vítor Pereira, Presidente da CA da LPFP, em declarações à TSF, confessou ter sido divulgada uma nota interna aos árbitros, contendo linhas de orientação sobre como ajuizar lances de eventuais atrasos ilegais para os guarda-redes. O líder da arbitragem de 1ª Categoria em Portugal aproveitou ainda para enaltecer a postura do juiz Paulo Pereira: "Se (ele) fez alguma referência a instruções técnicas que os árbitros receberam, isso foi com o sentido de clarificar e ajudar o jogo de uma forma preventiva. Devem é estar agradecidos a Paulo Pereira por este ser preventivo e tentar que o encontro se desenrolasse sem aspectos negativos".

No entanto, não está para já prevista qualquer tomada de posição nem por parte da Liga de Clubes, nem da própria Comissão de Arbitragem.


FONTES


domingo, 16 de setembro de 2007

NOTA DO EDITOR

A Gazeta do Futebol entra, hoje, numa nova etapa.


A equipa foi renovada, a imagem do nosso projecto está mais apelativa para o utilizador e as promessas que todos pretendemos cumprir passam pelo empenho, determinação e isenção para que a seriedade e profissionalismo que já nos caracterizavam se mantenham. Tentaremos fazer dessas linhas de orientação uma autêntica trademark desta nova Gazeta do Futebol.


Pedimos, ainda assim, compreensão a todos os nossos utilizadores: este é um projecto que tem como base o trabalho de estudantes de Ciências da Comunicação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Estamos ainda numa fase de aprendizagem da nossa vida académica pelo que os erros irão aparecer, inevitavelmente. Da nossa parte, podemos afirmar que esses erros não serão dados de uma forma propositada e que tentaremos evitá-los, sempre que possível.


Trabalhamos com os recursos aos quais temos acesso; mais uma vez, apelamos à vossa compreensão, caso a variedade e quantidade dos nossos conteúdos não seja tão abrangente como todos gostaríamos que pudesse ser.


Queremos ser jornalistas e adoramos futebol. Foi sob esse prisma que o projecto da Gazeta do Futebol nasceu, é sob esse prisma que continuará a crescer. Não se arrependerão de passar por cá. Isso fica garantido!

José Pedro Pinto

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

FASE DE REMODELAÇÃO: PRÓXIMA SEMANA TRARÁ NOVIDADES

A Gazeta do Futebol vai entrar numa fase de remodelação. Prometemos voltar na próxima semana com uma imagem renovada, a todos os níveis, mas com a certeza de que o profissionalismo e isenção que nos caracterizaram até agora se manterá. Tal imperativo deve-se, sobretudo, a uma primeira etapa de regresso às aulas na Faculdade.

Até lá, pedimos desculpa e alguma paciência aos nossos (poucos, mas bons) leitores e ouvintes.


Nota da Redacção

sábado, 8 de setembro de 2007

ENTREVISTA GAZETA DO FUTEBOL

REGISTO SONORO


BERNARDINO BARROS



"JORNALISMO DESPORTIVO ATRAVESSA UMA CRISE"



Bernardino Barros, Editor de Desporto do PortoCanal. Em entrevista à GAZETA DO FUTEBOL, falou da crise que o jornalismo desportivo atravessa, referindo casos específicos para justificar essa mesma crise ao nível da imprensa, rádio e televisão. Sem tabus, refere nomes e aponta o dedo aos critérios editoriais seguidos por várias empresas de comunicação social.


ANDRÉ MATOS LEITE
JOSÉ PEDRO PINTO


sexta-feira, 7 de setembro de 2007

COMENTÁRIO DA SEMANA

QUESTIONAR


JOSÉ PEDRO PINTO


Já vai sendo tempo:


Porque é que os famigerados "analistas" do nosso futebol ainda não descortinaram que a culpa do célebre atraso de Polga a Stojkovic, no mais recente F.C. Porto-Sporting, se deve a Tonel, ao efectuar uma simulação e deixando a bola deslizar até ao seu guarda-redes?

Porque é que os famigerados "analistas" do nosso futebol ainda não descortinaram que a situação de atraso ocorrida no mais recente Sporting-Belenenses não pode ser comparada ao caso supracitado, pelo simples facto de o lance decorrer de um corte dividido entre jogadores adversários?

Que legitimidade tem Paulo Bento para, agora, se insurgir contra os árbitros em matéria de atrasos, quando o deveria ter feito logo a seguir ao F.C. Porto-Sporting, arbitrado por Pedro Proença?

Que terá passado pela cabeça da actual Comissão de Arbitragem da LPFP, quando, na tarde de quarta-feira, decidiu efectuar um esclarecimento técnico sobre Leis de Jogo do futebol com base numa perspectiva subjectiva?

Terá surtido algum efeito a Acção de Aperfeiçoamento e Avaliação de Árbitros, que decorreu este ano na Base Naval do Alfeite, junto de fuzileiros e sob condições climatéricas e - altamente - adversas? Aguardamos para ver os efeitos...

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

SÁBADO: «ENTREVISTA GAZETA DO FUTEBOL»



BERNARDINO BARROS, EDITOR DE DESPORTO DO PORTOCANAL




"JORNALISMO DESPORTIVO ATRAVESSA UMA CRISE"





Sábado, na Gazeta do Futebol.


(REGISTO SONORO)

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

ARBITRAGEM: "LEI NÃO É SUBJECTIVA!"

IMAGEM: rr.pt


A OPINIÃO É DE DIAZ VEGA, DIRECTOR DO COMITÉ TÉCNICO DA FEDERAÇÃO ESPANHOLA DE FUTEBOL, EM DECLARAÇÕES À RENASCENÇA: "A QUESTÃO DOS ATRASOS É PURAMENTE OBJECTIVA."



JOSÉ PEDRO PINTO



A recente polémica dos atrasos para os guarda-redes - desencadeada no F.C. Porto-Sporting de há duas jornadas atrás e continuada este último fim-de-semana, no Sporting-Belenenses - recebe, agora, mais uma contribuição para um eventual esclarecimento dessa matéria à luz das Leis de Jogo. Depois de a Comissão de Arbitragem (CA) da Liga de Clubes ter emitido, ontem, um esclarecimento sobre a sua posição quanto aos lances em discussão, foi hoje a vez do Director do Comité Técnico da Real Federação Espanhola de Futebol, Diaz Vega, contrariar a versão apresentada pela entidade presidida por Vítor Pereira, em declarações à Renascença.

A CA da LPFP reiterou, num comunicado publicado ontem no site desta instituição, que, no que diz respeito à lei que regula a questão dos atrasos para o guarda-redes (Lei 12), deixa de interessar a verdadeira intenção do jogador que efectua o atraso, competindo ao juiz que arbitra a partida decidir assinalar, ou não, essa mesma infracção. A CA defende, desta forma, a subjectividade do árbitro na interpretação de uma lei de jogo.

Opinião contrária tem Diaz Vega, reafirmando a objectividade da mesma lei. "É uma questão puramente objectiva. Depende tudo da intenção do jogador e não o contrário. Se o defensor tem a intenção de atrasar a bola para o seu guarda-redes e este a recolha com as mãos, deve ser assinalada a infracção. Caso se trate apenas de um corte, sem a mínima intenção de atrasar a bola para o seu guarda-redes, então não há qualquer tipo de falta."

Para além de estar à frente do Comité Técnico da Real Federação Espanhola de Futebol, Diaz Vega é também observador de árbitros da UEFA. Durante a sua carreira como árbitro de futebol, o espanhol apitou diversos jogos de Mundiais, Europeus, Olimpíadas, contando ainda com uma final da Liga dos Campeões e uma Supertaça Europeia no seu currículo.

Para já, não está programada nenhuma reacção da CA da LPFP a mais um ponto de vista contrário à sua interpretação das Leis de Jogo.

MAN. UTD: FERGUSON QUER QUEIROZ À FRENTE DOS "REDS"

IMAGEM: oneroundball.com

O TÉCNICO DO MAN. UTD AFIRMA QUE QUEIROZ "É UM GRANDE CANDIDATO" PARA A SUA SUCESSÃO. NO ENTANTO, DEIXA A DECISÃO NAS MÃOS DOS PROPRIETÁRIOS.


JOSÉ PEDRO PINTO


Sir Alex Ferguson, técnico do Man. Utd, acredita que Carlos Queiroz pode assumir uma séria candidatura ao seu lugar, logo que o treinador escocês de 65 anos decida pôr um fim à sua carreira. Queiroz é seu adjunto no comando técnico dos "reds" e Ferguson assume, sem tabus: "Ele é um grande treinador-adjunto e penso que será um forte candidato ao meu lugar".

Falando em Glasgow, na Escócia, Ferguson deixa, no entanto, uma eventual decisão nas mãos dos proprietários do clube inglês. "Felizmente, não tenho que tomar essa decisão, pois isso compete à administração do Man. Utd".

No que diz respeito a uma eventual data para a sua retirada do mundo do futebol, Ferguson não confirmou se sai, ou não, no final desta época. O mítico treinador do Man. Utd completa 21 anos à frente do clube a 7 de Novembro deste ano, mas ainda deixa em aberto uma eventual continuidade, já que considera a saída "uma decisão difícil" e que deve ainda ser bem pensada.


FONTE: SKYSPORTS

sábado, 1 de setembro de 2007

LEIXÕES 2 - 2 VIT. GUIMARÃES: REPORTAGEM



CONFRONTO VERBAL NÃO CHEGOU A SER FÍSICO…



ANDRÉ MATOS LEITE



19:30. Chego ao Estádio Prof. Doutor Vieira de Carvalho. O estádio municipal da Maia é onde vai decorrer o Leixões – Vit. Guimarães. Ainda não se vêem adeptos. No entanto, polícias e seguranças não faltam. A velha rivalidade entre os dois clubes que vão jogar é bem conhecida. Na pré-época, numa partida de preparação entre as duas equipas, houve confrontos após a Máfia Vermelha, claque do Leixões, ter arremessado cadeiras para o local onde se encontravam os adeptos do Guimarães. Neste jogo teme-se que o mesmo aconteça.

Passado meia hora, houve-se pela primeira vez a palavra “pancada”… Um adepto do Leixões fala com os amigos explicando a presença em força da polícia: “Estão cá todos com medo que haja pancada”. Só a uma hora e quinze minutos do início da partida é que se começa a denotar a presença dos adeptos… E os adeptos de Matosinhos estão em superioridade.

Dentro do estádio, às nove menos um quarto, não chegou, ainda, muita gente às bancadas. Vêem-se, principalmente, as claques de ambas as equipas. Só perto das 21 horas é que o recinto começa a encher. Nunca passou de metade da capacidade total do estádio.

Finalmente, quando pouco menos de meia-hora faltava para o jogo, os esperados confrontos começam… Não são, contudo, do tipo esperado… São confrontos de cânticos. Cânticos insultuosos de ambas as claques com o grupo leixonense a aproveitar a herança espanhola dos vimaranenses para gritar “E quem não salta é espanhol!!!”.

Quando chega à meia depois das nove, o Guimarães começa o jogo. Mal chega aos 7 minutos de jogo o primeiro golo… Os adeptos de Matosinhos saltam de alegria festejando o golo de Paulo Machado. Dos White Angels, sente-se o silêncio de quem não quer acreditar no golo vespertino. No entanto, catorze minutos depois, a mesma explosão de felicidade acontece do lado vimaranense com o golo de Fajardo a empatar o marcador. A diferença sente-se na reacção do clube que sofre o tento. A Máfia Vermelha continua a fazer-se sentir e três minutos depois, cantam o hino nacional, em mais uma provocação à claque do Guimarães.

Durante o final da primeira parte mais dois momentos de felicidade para os adeptos do Leixões. Primeiro o golo de Vieirinha, depois a expulsão do central Radanovic.

A partir de metade da segunda parte do encontro, os festejos invertem-se. Primeiro, os White Angels festejam a expulsão de Vieirinha, autor do segundo golo leixonense, ouvindo-se, em fundo, os assobios ao árbitro por parte da massa simpatizante do Leixões. Logo a seguir, mais assobios vindos do Mar quando o árbitro mostra amarelo a Sereno… Matosinhos exigia o vermelho directo. Passados alguns minutos, vem o único momento do jogo que até a Máfia Vermelha consegue calar; o segundo de Fajardo, mais uma vez a empatar o jogo, permite aos adeptos do Guimarães encher o absoluto vazio sonoro que os adeptos o Leixões deixam.